Band.com.br

Notícias Cidades
Atualizado em 10/10/2016 07:07

Cartão de Zona Azul só vale até dezembro em SP

A partir de 20 de novembro, a CET só vai vender cartões digitais
Atualmente há 4 aplicativos que podem ser baixados nos celulares para a compra dos cartões digitais / Caetano Cury/Rádio Bandeirantes Atualmente há 4 aplicativos que podem ser baixados nos celulares para a compra dos cartões digitais Caetano Cury/Rádio Bandeirantes

Os cartões de papel da Zona Azul estão com os dias contados. A partir de 20 de novembro, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) só vai vender cartões digitais para estacionar em uma das 39,1 mil vagas delimitadas para o estacionamento rotativo da cidade, com compra feita via aplicativos para celular ou em um ponto de venda. Os cartões físicos valem até o final deste ano.

 

Atualmente há quatro aplicativos que podem ser baixados nos celulares para a compra dos cartões digitais: Estacionamento Eletrônico, Digipare, Vaga Inteligente e Zona Azul Fácil SP.

 

A Zona Azul digital foi lançada em 11 de julho. Desde então, a CET já vendeu 750 mil cartões digitais.

 

A companhia informa que existem 300 pontos de venda físicos de cartões digitais na cidade –em bancas de jornais, bares, lanchonetes, farmácias, drogarias, mercados, bazares, padarias– e que, “em breve”, mais mil devem entrar em funcionamento.

 

Quem ainda tiver cartões de Zona Azul em papel e não for usar poderá pedir reembolso, entre os dias 21/11 e 30/12. Receberá R$ 4,50 por folha. A troca deverá ser feita na Gerência Comercial da CET (rua Senador Feijó, 143, 1º andar, centro, das 9h às 16h).

 

Veja também: Prefeitura de SP lança Zona Azul digital

 

como funciona a zona azul

Últimas de Notícias