Band Multi

Campinas: Guarda Municipal morre durante tentativa de assalto

GM foi baleado por bandidos em tentativa de assalto

Edison Souza 28/05/2022 • 10:50 - Atualizado em 28/05/2022 • 14:25
GM morre durante tentativa de assalto
GM morre durante tentativa de assalto
Arquivo

A Guarda Municipal de Campinas está de luto. O GM Robinson Costa Franco, de 47 anos, foi baleado durante uma tentativa de assalto no noite desta sexta-feira (27)  quando ele saia de uma feira noturna no Jardim Flamboyant.

O GM foi abordado próximo por dois bandidos que anunciaram o assalto. Costa Franco reagiu e houve uma troca de tiros. Infelizmente o GM foi baleado e morreu no local. Um dos bandidos foi atingido e também morreu enquanto que o segundo assaltante conseguiu fugir.

O Guarda Municipal era casado e deixa dois filhos, um de 25 e uma de 20 anos. Ele era da 4ª Turma da Guarda Municipal e trabalhou muitos anos na Base Ambiental. Atualmente, ele estava no Sindicato dos Servidores Públicos.

O sepultamento será às 16h30 no Cemitério Nossa Senhora da Conceição, no Bairro dos Amarais.

O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público de Campinas (STMC) emitiu uma nota de pesar. 

“Com muita tristeza e pesar, a Diretoria do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Campinas (STMC) comunica o falecimento do nosso Diretor Robinson Costa Franco, de 47 anos. Costa Franco era um valoroso Guarda Municipal. Dedicado, ele sempre lutou pelos servidores públicos, principalmente pelos GMs. No Sindicato, foi um diretor engajado em todas as ações para defender os direitos dos trabalhadores. Ele participava ativamente de reuniões, visitas à base, vistorias e assembleias. Nós todos do STMC, Diretoria e funcionários, estamos profundamente consternados com a partida tão cedo de uma pessoa tão especial e aguerrida. Nos solidarizamos com os familiares, amigos e todos que conviviam com o nosso querido e honrado companheiro Costa Franco. Costa Franco fará muita falta. Não temos palavras para expressar nossa tristeza neste momento. Nosso diretor sempre será lembrado como um grande companheiro e comprometido com a luta dos trabalhadores e o cuidado com a população. Siga em paz querido Costa Franco”, diz a nota. 

O caso será investigado pela Polícia Civil.