Band Multi

Campinas pede ração para bancos de alimentos para pets

Empresas serão pontos de arrecadação; produtos serão doados para famílias de baixa renda

06/08/2022 • 15:08 - Atualizado em 06/08/2022 • 20:06
Ração vai para o banco de ração
Ração vai para o banco de ração
Divulgação/PMC

A Prefeitura de Campinas abriu chamamento público para empresas que queiram se cadastrar para serem ponto de coleta para recebimento de doações de ração e utensílios para animais domésticos (camas, coleiras, casinhas, entre outros). 

Os produtos arrecadados serão entregues para famílias em situação de vulnerabilidade social, ONGs de proteção animal e protetores independentes que têm dificuldade para alimentar os animais. O objetivo é evitar o abandono de cães e gatos no município. 

O secretário do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Rogério Menezes, destacou a participação do Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais (CMPDA), “que foi fundamental neste processo para que a gente pudesse fazer esta interação com a sociedade de forma a viabilizar a implementação do Banco de Rações e Utensílios”, afirmou.

Inscrições 

Empresas, comércios, clínicas veterinárias, pet shops e demais pessoas jurídicas interessadas em se tornar ponto de coleta no município de Campinas, devem se cadastrar no Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal (Dpbea), órgão da SVDS. É necessário fazer uma inscrição prévia pelo e-mail bemestar.animal@campinas.sp.gov.br ou pessoalmente na Rua das Sapucaias, s/nº, Vila Boa Vista. 

Como vai funcionar

O Dpbea fará o cadastro dos locais que serão ponto de coleta e será o responsável pela logística de retirar e armazenar. O CMPDA ficará encarregado de organizar a distribuição aos tutores, ONGs ou protetores que precisam. 

As doações podem ser feitas por pessoas físicas e jurídicas. “Você vai comprar ração para o seu cachorro, vê o anúncio na empresa e resolve comprar uma ração de dois quilos e doar para o banco de ração do município”, disse o diretor do Dpbea, Vagner Bellini.