Band Multi

“Democratização do crédito” é a saída, afirma especialista

Taxas elevadas dificultam acesso ao crédito

Edison Souza 19/04/2022 • 09:55
Acesso ao crédito pode ser demorado
Acesso ao crédito pode ser demorado
Divulgação

A pandemia do Novocoronavírus escancarou mais uma situação relativa à economia. Segundo dados, atualmente são 45 milhões de brasileiros excluídos do sistema bancário, os quais movimentam R$ 817 bilhões por ano. Os dados estão sendo divulgados pelas principais instituições do país. 

Agora, com a retomada pós-pandemia e o avanço da economia, as operações de crédito passaram a ser a opção para muitas empresas para que continuassem funcionando, assim como para que pessoas físicas estivessem aptas para realizar sonhos ou solucionar problemas específicos. 

Entretanto, o acesso ao crédito nessas situações pode ser demorado e com taxas muito elevadas. 

Acompanhando a digitalização desse mercado e os novos formatos, a SCF Brazil lançou uma multiplataforma de crédito 100% online, a Conta S, que utiliza a tecnologia Blockchain e permite que indivíduos e empresas paguem em criptomoedas e recebam em reais, mitigando os riscos de volatilidade do segmento.  

Outro diferencial da Conta S é o Supermercado de Crédito, que oferece diversas opções para os mais variados propósitos, como Estética, Odontologia, CNH, Energia Solar, além de empréstimos garantidos por moedas digitais. 

“Ao entender o sistema financeiro brasileiro, percebemos a alta demanda por crédito e as barreiras que pessoas físicas e jurídicas encontravam para obtê-lo. Assim, conseguimos navegar pelos dois mundos — da inovação e dos bancos tradicionais — para desenvolver uma plataforma que soluciona e torna esse processo menos burocrático, melhorando assim a experiência do cliente”, enfatiza Armin Altweger, Ceo da SCF Brazil. 

Com uma sólida experiência nos setores financeiro e de tecnologia, a SCF Brazil tem a missão de democratizar o crédito, principalmente para os nichos emergentes tais como em micro, pequenas e médias empresas e pessoa física. 

A meta agora é buscar a consolidação também no mercado internacional.