Band Multi

Emdec lança campanha para conscientizar sobre perigos de álcool na direção

“No ano passado, 44% das ocorrências fatais no trânsito de Campinas foram causadas por dois fatores de risco: a mistura entre álcool e direção e o excesso de velocidade"

Amanda Florentino 04/07/2022 • 11:36
Emdec lança campanha educativa “Beber e dirigir pode matar”
Emdec lança campanha educativa “Beber e dirigir pode matar”
Divulgação/PMC

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), lançou a campanha educativa “Beber e dirigir pode matar”, como o objetivo de conscientizar os motoristas sobre o perigo de dirigir sob efeito de bebidas alcoólicas.

Na primeira ação da campanha, motos e carros batidos foram colocados em três locais da cidade, para alertar e sensibilizar quanto ao fator de risco: Avenida John Boyd Dunlop, no bairro Cidade Satélite Íris; Praça Arautos da Paz, na região do Taquaral; e Rodovia Dr. Heitor Penteado (SP-81), no Bairro das Palmeiras.

Banners com mensagens do tipo “Nunca beba e dirija!”, “A união de bebida e direção causou 22% das mortes no trânsito”, “Uma em cada 5 mortes no trânsito tem como fator de risco o álcool” e “1 em cada 3 motociclistas mortos estava alcoolizado”, foram e ainda serão instalados em outros pontos de Campinas com intuito de promover a conscientização da população.

A campanha “Beber e dirigir pode matar” terá três etapas. No período de 1º de julho a 4 de setembro, serão feitas as instalações dos banners com as mensagens. Na próxima fase, de 15 de julho a 14 de agosto, haverá abordagens educativas em bares da cidade. E na terceira, de 15 de agosto a 4 de setembro, ocorrerão as blitze de fiscalização da Polícia Militar. A blitz da PM integra o Programa Direção Segura, que é coordenado pelo Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP).

“No ano passado, 44% das ocorrências fatais no trânsito de Campinas, quase a metade, foram causadas por dois fatores de risco: a mistura entre álcool e direção e o excesso de velocidade. É fundamental que toda a sociedade entenda e perceba as consequências. São caminhos sem volta”, alerta o presidente da Emdec, Vinicius Riverete.

De acordo com a gerente da Divisão de Educação para Mobilidade Urbana da Emdec, Roberta Mantovani, não existe um nível seguro para dirigir sob o efeito de álcool, “conduzir alcoolizado sempre prejudica a atenção, coordenação, visão, as decisões e o tempo de reação. Mesmo bebendo pouco, fica difícil, por exemplo, perceber ao mesmo tempo a via, as interseções, sinalizações, os usuários e veículos”, explica

A campanha tem o apoio da Iniciativa Bloomberg para Segurança Viária Global, da Guarda Municipal (GM), da Polícia Militar (PM) e do Detran.SP.