Band Multi

Jogadores do Novorizontino participam de palestra com comissão de arbitragem

Os atletas acompanharam as diretrizes recomendadas à arbitragem

Por Hiltonei Fernando

Os atletas acompanharam as diretrizes recomendadas à arbitragem
Os atletas acompanharam as diretrizes recomendadas à arbitragem
foto: Gustavo Ribeiro/Novorizontino

O elenco e a comissão técnica do Grêmio Novorizontino tiveram na tarde de quarta-feira (10) uma palestra com o ex-árbitro de futebol Márcio Luiz Augusto, hoje assessor da CBF e observador VAR, sobre as diretrizes da arbitragem para o Campeonato Brasileiro da Série B. Durante o evento, foram passadas orientações aos atletas sobre comportamentos e comunicação com a arbitragem durante os jogos, condutas de membros da comissão e jogadores no banco de reservas, mudanças de regra implementadas pela IFAB com a finalidade de melhorar e disciplinar a dinâmica dos jogos.

“Queria agradecer ao Novorizontino pela oportunidade de a CBF estar aqui falando sobre as diretrizes e determinações do Campeonato de 2024, isso é importante pois junta o que a Comissão de Arbitragem quer e o que o futebol está precisando, necessita, de árbitros preparados, futebol bem alegre, bem disputado, isso coloca os atletas naquilo que a arbitragem vai cumprir durante o campeonato, e é uma maneira das equipes cobrarem a Comissão a respeito dos árbitros, para que possam cumprir todo esse trabalho que estamos fazendo com os clubes, para que o futebol possa ser mais limpo, bonito como deve ser”, disse Márcio Augusto.

O papo com a equipe do Tigre do Vale, que estreia no Brasileirão B contra o CRB, no Estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte, foi de aproximadamente uma hora, mostrando atos que serão passíveis de punição aos envolvidos. Uma novidade será a possibilidade de o lance em revisão pelo VAR (Árbitro de Vídeo) ser transmitido nos estádios que tiverem telões disponíveis, e com a explicação da decisão final da arbitragem ser anunciada através do serviço de som para todos os presentes.

“Agradecer ao Márcio e a CBF por essa palestra importante pra gente, é legal estarem comparecendo ao clube, mostrar como a gente deve se comportar, como ter esse diálogo com o árbitro, as novas regras que serão colocadas, então tudo de extrema importância para nossa sequência de campeonato”, disse o meio-campista Marlon, que terminou o Paulistão como capitão do Tigre do Vale.

Mudanças feitas pela IFAB, instituição que regulamenta as regras do futebol, envolvem punições para infrações de mão não deliberada e invasões. A IFAB indica que as modificações sejam colocadas em prática a partir de julho. No entanto, permite também que sejam executadas antes, caso haja torneios que se iniciam previamente, como é o caso dos Campeonatos Brasileiros. As medidas entrarão em vigor no próximo sábado (13) nas competições coordenadas pela CBF que começarem a partir dessa data.

Nas competições em andamento, estarão válidas a partir das seguintes fases: Copa do Brasil – 3ª Fase; Copa do Nordeste – Semifinal; Copa Verde – Final; Feminino A1 – 2ª Fase; Brasileirão Sub-20 – 2ª Fase; Brasileirão Feminino Sub-20 – 2ª Fase; e Copa do Brasil Sub-17 – Semifinal.

Confira as mudanças passadas aos árbitros e clubes:

Infrações de mão não deliberada em situação penal

As punições disciplinares para as infrações de mão não deliberada, dentro da área, foram igualadas às situações de pênalti com disputa de bola.

Alterações na regra

Quando um jogador, em momento de defesa, não deliberadamente impedir um ataque promissor com a mão/braço sancionável – por exemplo, abrindo o braço de forma antinatural -, dentro da área, ele não será advertido;

Quando um jogador, em momento de defesa, não deliberadamente impedir uma clara oportunidade de gol com a mão/braço sancionável – por exemplo, abrindo o braço de forma antinatural -, dentro da área, ele será punido com o cartão amarelo.

Permanecem iguais as seguintes situações

Quando um jogador, em momento de defesa, deliberadamente impedir uma clara oportunidade de gol com a mão/braço sancionável, dentro da área, ele receberá o cartão vermelho e será expulso do jogo;

Quando um jogador, em momento de defesa, deliberadamente impedir um ataque promissor com a mão/braço sancionável, dentro da área, ele será punido com o cartão amarelo.

Invasões em situação penal

Para o ataque: se um companheiro de time do batedor invadir a área antes da cobrança, e essa ação lhe gerar vantagem para disputar a bola, tocá-la, tentar marcar o gol ou criar uma nova oportunidade, o árbitro punirá a infração com tiro livre indireto. Já se a ação impactar o goleiro e o gol for marcado, a penalidade será repetida.

Para a defesa: se um jogador de defesa invadir a área antes da cobrança e essa ação lhe gerar vantagem para disputar a bola, impedir um adversário não invasor de marcar o gol ou criar uma oportunidade para sua equipe, a cobrança de pênalti será repetida.

Informação: Assessoria de Imprensa Grêmio Novorizontino e CBF