Band Vale

Ataque dos Cães: Faroeste da Netflix pinta como candidato ao Oscar 2022

Apesar do ritmo lento, suspense prende atenção e traz desfecho surpreendente

Redação Band Vale 10/01/2022 • 10:28 - Atualizado em 10/01/2022 • 11:27

A vastidão do faroeste americano é o paraíso para diretores criarem belas molduras e cenários para seus filmes. Ataque dos Cães usa e abusa desse quesito para montar um dos melhores filmes de 2021 (veja o trailer acima).

Embora os anúncios ainda não foram feitos, já é possível prever Ataque dos Cães, dirigido por Jane Campion, disputando em várias categorias.

Ataque dos Cães foi, inclusive, vencedor em três categorias do Globo de Ouro: Melhor filme de Drama, Melhor diretor e Melhor ator coadjuvante (Kody Smit-McPhee)

O filme se desenvolve de maneira lenta. Para ser sincero, durante a maior parte dele, é impossível saber onde o longa quer chegar. Apesar de ter cães no nome, o animal mesmo só aparece algumas vezes e sem qualquer participar relevante.

Mas a velocidade se torna secundária quando se tem atores desempenhando tão bem seus papéis. Destaque para Benedict Cumberbatch, nosso querido Doutor Estranho, que encarna um homem rabugento e conservador com ciúmes da esposa de seu irmão e sócio em uma fazenda de criação de gado.

O casal é formado por Kirsten Dunst (Rose Gordon) e Jesse Plemons (George Burbank). Um dos alvos preferidos de Phil Burbank (Cumberbatch) é o filho de Rose, Peter Gordon (Kodi Smit-McPhee).

É neste ambiente tenso de uma nova família se formando que se desenvolve o cenário de Ataque dos Cães. O mais incrível sobre o filme é que a trama te leva a imaginar mil possibilidades sobre o desfecho, mas mesmo assim você é surpreendido com o final.

Caso não tenho assistido ainda, Ataque dos Cães é um filme que vale a pena. Com o conselho de amigo: o final é a melhor parte.