Band Vale

Já ouviu falar das Mansões de Free Fire? Conheça a TROPA

O BANDx foi até a mansão da TROPA para entender melhor esse assunto

Lucas Duarte - Equipe BANDx 23/09/2021 • 15:18 - Atualizado em 23/09/2021 • 18:38
Reprodução
Reprodução
BANDx

Pra você que nunca ouviu falar de Free Fire -o que eu acredito ser bem difícil- vamos explicar. Trata-se de um jogo mobile muito famoso, principalmente no Brasil. O game possui vários modos de jogo, porém a base é basicamente 4 pessoas em um squad, com 48 players disputando dentro de um campo de sobrevivência; quando restar apenas o seu squad em campo ocorre o “Booyah!” e então venceu aquela partida.

O jogo é um dos mais leves hoje das lojas de aplicativo, não necessitando ter um smartphone “parrudo” para rodar. Devido a estes e outros fatores, ele se tornou uma febre nacional; foi então que começaram a surgir equipes organizadas e campeonatos, com foco em competição dentro do Free Fire. A Liga Brasileira de Free Fire organiza as equipes competidoras e classifica entre Série A, B e C, semelhante ao futebol.

(imagem: Divulgação / Garena)

¨

Hoje as equipes se reúnem nas famosas Gaming House (GH) ou então como mais conhecidas “Mansões de Free Fire”, que se tornaram não só Centros de Treinamento, mas também trouxe um "lifestyle" de mudança de vida para os pro players.

Pensando nisso, o BANDx resolveu conhecer uma das melhores equipes da LBFF hoje, a TROPA. Mandamos o Guatura lá para fazer uma reportagem e entender como isso tudo funciona. Confira algumas falas da galera:

Como surgiu a ideia de criar a Tropa?

Quem trouxe essa ideia foi meu sócio Luan, e aí ele me chamou, depois chamou outros dois sócios que são os gêmeos Belga TV, e aí com o tempo por eles estarem fazendo outras coisas, eu assumi esse papel de estar a frente do projeto. A ideia surgiu porque a gente estava estudando o mercado, e o mercado ainda tinha espaço para surgir mais organizações, mais nesse meio de Free Fire, então a gente falou, cara tem espaço ainda, podemos lançar um projeto agora e ele se alavancar, e aí a gente foi e lançou e estamos buscando sempre ser diferente, para estar aí mostrando algo que outras organizações não mostram, principalmente essa questão de dar oportunidade e de pegar gente desconhecida.

Delo (CEO da TROPA)

(imagem: Delo / @7Delo)

¨

O que agrega estar junto com vários outros em uma GH?

Estando junto o entrosamento é melhor, até para consertar as falhas dentro do game é melhor, tudo isso influencia dentro do jogo, é muito importante estar junto no mesmo propósito[...] a gente vive do jogo, a gente treina, a gente se dedica e a gente mora aqui nessa casa com o intuito de trazer títulos para a organização[...]

Celo (Head Coach)

(imagem: Celo / @tropa.celo)

¨

Melhora o entrosamento, querendo ou não o time fica mais junto, é uma coisa bem diferente do que ficar tudo em casa e tal, às vezes não tem aquela tipo, pô acorda tal horário, treina tal horário, todo mundo reunião tal horário. Então aqui dentro da casa é justamente pra isso, pra todo mundo entrosar, pra todo mundo estar alí de bem estar, ou vai sair junto, sai todo mundo tranquilo, manter o clima bom, um clima amigável como se fosse uma família mesmo.

CapGui (Coach)

(imagem: CapGui / @tropa.capgui)

¨

O que chamou os integrantes a virem para Tropa? Houveram sacrifícios a serem feitos?

Muita gente largou o futebol, faculdade e abriu mão para vir para o Free Fire [...] uma coisa que vai me render melhor, que vai dar uma condição melhor para minha família, eles vem e a Tropa abraça.

CapGui (Coach)

Falando dessa oportunidade que é dada às pessoas de morarem em uma GH, qual é a importância disso?

Noventa por cento de todas as pessoas que estão aqui, vieram sem nenhum tipo de oportunidade, sempre tiveram muita dificuldade em se inserir de forma profissional, porque se você está inserido no mercado de forma amadora, é muito mais simples do que da forma profissional, na forma profissional é totalmente mais complexo. Então a Tropa vem juntando essas duas coisas, mostrar o cenário para quem não tem oportunidade, com bastante profissionalismo e com bastante responsabilidade [...] e quando você pega uma galera que está construindo o próprio futuro, eu acho que a sensação de dedicação e de esforço é muito maior

Delo (CEO da TROPA)

Sabemos que existem times milionários competindo ao lado de vocês. Qual é a sensação de estar entre eles?

A gente leva muito em consideração o reconhecimento, a gente reconhece que eles são times se desenvolvendo, a gente já é a Tropa que já amassa todo mundo, então jogar com os times milionários: Corinthians, Fluxo, Pain, Los Grandes, é uma sensação muito gratificante, porque aqui a gente não está colocando a questão de investimento, a gente está colocando muito a questão de jogabilidade, então os moleques são diferenciados e se mantém sempre alí no Top 3. A gente tem muito orgulho disso, e somos de longe a organização que tem milhões e milhões de investimento, não, pelo contrário, estamos lutando para crescer sempre um pouquinho mais

Delo (CEO da TROPA)

Como é essa troca de vida? Sair de casa para viver em uma mansão de Free Fire?

Mano, é surreal, acho que não tem explicação, acho que o sonho de todo mundo que joga Free Fire é ter uma organização, ter alguma coisa, e se você ajuda, consegue ajudar todo mundo financeiramente, porque o Free Fire te dá muito bom retorno em questão de dinheiro. Acho que só isso aqui tudo já explica.

Moreira (Pro Player Capitão do time mobile)

(imagem: Moreira / @tropa.moreiraa)

¨

E a entrevista não acabou aqui, como de costume, toda sexta às 19h30 tem episódio novo do BANDx e amanhã (24) teremos a entrevista completa com o pessoal da Tropa, está bem legal! O Guatura inclusive jogou uma partida de Frifas com eles. 

Agradecemos nosso parceiro de redação @eddyvenino pelo contato e ao Delo por nos receber tão bem na casa!

Não se esqueça de deixar seu comentário lá depois, pra gente saber o que você achou!

[ twitter: @koala_lucas ]
  • Band X