Band Vale

Caso Marco Aurélio: escavação em busca de escoteiro desaparecido em 1985 deve começar nesta quinta-feira

Trabalho será realizado em possível local onde o escoteiro foi enterrado próximo ao Pico dos Marins

Redação Band Vale 28/07/2021 • 10:11
Caso Marco Aurélio: Polícia faz escavações em busca do escoteiro desaparecido em 1985
Caso Marco Aurélio: Polícia faz escavações em busca do escoteiro desaparecido em 1985
Arquivo Pessoal

As escavações em busca do corpo do escoteiro Marco Aurélio Simon, desaparecido no Pico dos Marins, em Piquete, em 1985, devem começar nesta quinta-feira (29). A investigação foi reaberta após pedido do delegado Fábio Cabette

A Polícia Civil recebeu novas provas sobre o sumiço de Marco Aurélio no início deste mês. As pistas vieram do próprio pai de Marco Aurélio, Ivo Simon. Um amigo de Ivo continuou investigando o sumiço de Marco Aurélio por conta própria e descobriu, recentemente, uma testemunha que disse ter visto uma cova remexida na mata, na época do sumiço de Marco Aurélio.

A escavação será realizada no local indicado pela testemunha. O trabalho será realizado durante a manhã do que é esperado ser o dia mais frio do ano na região.

Apesar da retomada das investigações, mesmo que seja descoberto quem foi o responsável pelo desaparecimento de Marco Aurélio, o crime já prescreveu, portanto, não haverá punição.

Teoria do desaparecimento

Circularam em grupos de WhatsApp, vídeos e áudios sobre um possível desfecho do caso. A informação é de que uma mulher, no leito de morte, teria informado que Marco Aurélio foi morto por seu irmão, que tinha problemas mentais. 

O pai deles teria enterrado o corpo do menino debaixo da cama do casal, para proteger o filho. Anos depois, foi construída no local uma capela, na antiga base do Pico dos Marins. A informação, no entanto, não é confirmada pela Polícia Civil.

Caso Marco Aurélio

Marco Aurélio Simon sumiu no dia 8 de junho de 1985 durante uma visita ao Pico dos Marins com um grupo de escoteiros. Na época, o garoto tinha 15 anos. Ele estava com três amigos e o líder dos escoteiros acampando quando desapareceu. 

Ele abria caminho na mata, quando perdeu contato com os demais no grupo. Durante a trilha, os demais se perderam e só chegaram ao acampamento na madrugada seguinte. Quando chegaram, Marco não estava no local. 

Mais de 300 pessoas vasculharam o local por 28 dias em busca de alguma pista do que poderia ter acontecido. Polícia Militar, soldados, bombeiros, alpinistas, guias, voluntários, cães, especialistas em salvamento e até mesmo helicópteros e um avião da força aérea estavam envolvidos. Foram chamados sensitivos, cartomantes e videntes para ajudar na busca e nada foi encontrado.

O guia dos garotos, Juan Bernabeu foi apontado como principal suspeito, por ter deixado um garoto de 15 anos sozinho em um local que não conhecia. Juan foi interrogado e até mesmo alegaram que ele poderia ter abusado sexualmente do garoto e matado, mas nunca encontraram provas que o culpasse do desaparecimento ou qualquer pista do corpo do garoto.

  • Pico dos Marins
  • Escoteiro Marco Aurélio