Band Vale

"Foi estrangulado por outro cachorro", diz tutora de cão morto em Jacareí

Bob estava em um “hotel” de hospedagem para animais e foi encontrado sem vida

Redação Band Vale 29/06/2022 • 15:08 - Atualizado em 29/06/2022 • 15:09
Bob, de aproximadamente cinco anos de idade, morreu na tarde de segunda-feira (27)
Bob, de aproximadamente cinco anos de idade, morreu na tarde de segunda-feira (27)
Arquivo/ Denise Martins

Denise Martins, tutora de Bob, cão da raça Yorkshire Terrier que foi morto em um “hotel” de hospedagem para animais em Jacareí, afirma que o animal foi atacado por um outro cachorro maior.

Segundo Denise, ela deixou o animal no local da hospedagem pois precisou sair para um outro compromisso. “O combinado era levar as 9h e pegar as 17h. O meu namorado Jeferson pegou o Bob, levou pra mim, deixou ele lá. Eu mandei uma mensagem avisando que o Bob estava indo, eu sempre fiz assim, avisar, registrar, eles não olharam a minha mensagem.”

A tutora também informou que decidiu buscar o cão antes do horário combinado pois não estava se sentindo bem. Denise afirma que o marido foi buscar o cão, quando ela foi avisada da morte do animal. 

“Eu mandei uma mensagem avisando que o Jeferson estava indo buscar, eles não olharam a mensagem. Quando foi 17h ele ligou desesperado pra mim avisando que o Bob tava morto.”

Denise, então, levou o animal para uma clínica veterinária. A profissional que analisou o cão constatou que ele apresentava lesões e hematomas em diversas partes do corpo, como na coluna cervical, orelhas e crânio, além da presença de sangue em cavidade oral e nasal.

"Levei ele no veterinário que eu levava. O corpinho dele ficou lá e eles fizeram um laudo. Com esse laudo, consegui fazer o boletim de ocorrência. Ele foi estrangulado por outro cachorro maior que ele", afirmou a tutora.

Jeferson Ferreira, companheiro de Denise, foi quem buscou o animal no local. Ao ver o cão sem vida, ligou para a namorada e contou sobre o ocorrido.

“Perguntei o que aconteceu e ele falou que foi buscas a filha na creche e outro cachorro pegou ele, aí eu caí em prantos. Eu liguei pra minha mulher e ele entrou, fechou o portão e não saiu pra dar um respaldo pra gente”, afirma Jeferson.

O advogado do dono do estabelecimento explicou o que aconteceu e disse que estão à disposição para esclarecimentos. “Parece que tinha outros animais, outros cachorrinhos, e que houve alguma disputa entre os cachorros ali. Mas não teve testemunhas oculares naquele momento”, afirmou Alan Lutfi.

“Pode ter sido um curto momento ali, ele mesmo está procurando mais informações sobre o caso também. Ele se colocou à disposição da família, pra auxiliar e minimizar todas as questões”, completou o advogado.

O caso

Um cachorro da raça Yorkshire Terrier, chamado Bob, de aproximadamente cinco anos, morreu na tarde de segunda-feira (27) em um “hotel“ de hospedagem para animais. O estabelecimento fica no bairro Jardim Santa Maria, em Jacareí.

De acordo com o boletim de ocorrência, Denise Martins, tutora do cachorro, deixou o animal por volta das 9h da manhã no hotel, e quando foi retirar o cachorro do estabelecimento, às 16h40min, o animal já estava morto.

Em nota, o estabelecimento não explicou o que aconteceu com o cão. Disse que “se coloca à disposição para fazer minimizar a dor e danos, de pronto já entrou em contato com o advogado dos tutores para esclarecimentos” e se “solidariza de forma veemente com a dor dos tutores do cachorro Bob e se coloca à disposição para prestar o apoio necessário neste momento”.

O "hotel" também afirmou que está à disposição das autoridades policiais para esclarecimentos. A nota alega ainda a existência de qualquer histórico de agressão ou violência com os animais hospedados no local.