Band Vale

Jovem tatuada no rosto por ex em Taubaté inicia remoção de tatuagem

Tayane Cristine ganhou retirada de pigmento de profissional especialista

Redação Band Vale 27/05/2022 • 10:15 - Atualizado em 27/05/2022 • 10:32
"Alívio e felicidade", diz Tayane, após iniciar remoção de tatuagem do rosto
"Alívio e felicidade", diz Tayane, após iniciar remoção de tatuagem do rosto
Instagram/cinthiadiazclinicaestetica

A jovem Tayane Cristine, de 18 anos, iniciou o processo de remoção de tatuagem na última quinta-feira (26). Ela teve o rosto tatuado pelo ex-namorado, no último sábado (21), em Taubaté. Tayane ganhou a remoção da tatuagem de uma profissional especialista em micropigmentação e remoção.

No Instagram da profissional, Cinthia Diaz, Tayane foi questionada após a primeira sessão sobre o que estava sentindo ao ver o rosto no espelho pela primeira vez após o trabalho.

Está sendo uma sensação de alívio e felicidade. Um começo pra mim, (para) me sentir livre

A especialista explicou que a remoção é lenta e requer outras sessões. O trabalho é feito com laser, que fragmenta o pigmento a cada trabalho realizado. O tratamento, iniciado agora, pode ter sido fundamental para remoção completa da tatuagem, pois o tempo para instalação do pigmento na pele foi reduzido.

Histórico

A Polícia Civil de Taubaté (SP) investiga um possível caso de tortura contra uma jovem de 18 anos após o ex-namorado dela ser denunciado por tatuar o próprio nome em diversas partes do corpo da vítima, incluindo no rosto. O boletim de ocorrência foi registrado neste sábado (21) no 1° Distrito Policial da cidade.  

De acordo com a mãe, a filha ficou desaparecida por quase 24 horas. Neste período, a jovem alega que foi levada à força para a casa do rapaz, de 20 anos. O suspeito teria tatuado o próprio nome no rosto, no peito e na virilha da vítima, e ainda forçado uma relação sexual.

Segundo informações da família, o relacionamento entre os dois começou em 2019 e durou até o fim do ano passado. O acusado não teria aceitado o término. A mãe também afirma que não foi a primeira vez que o suspeito agrediu a jovem; a filha já tinha medida protetiva contra ele.

O homem foi preso pela Polícia Militar. A Delegacia de Defesa da Mulher vai investigar o caso.