Band Vale

São José dos Campos notifica Itapemirim por descumprimento de contrato

Empresa deveria ter apresentado contrato de aquisição dos veículos do transporte público

Redação Band Vale 04/01/2022 • 13:54 - Atualizado em 04/01/2022 • 14:25
São José dos Campos notifica Itapemirim por descumprimento de contrato
São José dos Campos notifica Itapemirim por descumprimento de contrato
Claudio Vieira/PMSJC

O prefeito Felicio Ramuth (PSDB) informou no início da tarde desta terça-feira (4) ter emitido a primeira notificação à empresa Itapemirim por descumprimento contratual. As informações são da repórter Thais Leite, da TV Band Vale.

Segundo ele, a empresa deveria ter apresentado o contrato de aquisição dos veículos que devem ser usados no novo sistema de transporte público até segunda-feira (3), o que não aconteceu. 

"Ontem (3) era o prazo que a empresa Itapemirim tinha para apresentar o contrato de aquisição dos veículos que começariam a operar em maio, no dia 15 de maio, e ela não apresentou, então nós já fizemos uma notificação à empresa", explicou o prefeito. "Até então, eles vinham cumprindo todos os prazos necessários", continuou.

O assunto foi abordado pelo prefeito por meio de transmissão ao vivo nas redes sociais. Segundo ele, a Itapemirim tem 72 horas para prestar esclarecimentos ou apresentar o contrato de aquisição desses veículos. O descumprimento pode levar à rescisão contratual.

O jornalismo da Band entrou em contato com a Itapemirim e aguarda resposta para atualização desta reportagem.

CONTRATO

A Itapemirim foi a empresa vencedora dos lotes 1 e 2 da nova concessão do transporte público em São José dos Campos. O primeiro descumprimento do contrato seria referente aos dois lotes.

O lote 2 inclui o transporte coletivo nas regiões Leste e Sudeste do transporte público da cidade. O primeiro lote abrange as regiões Norte, Oeste e Sul, incluindo trecho da Linha Verde. 

CRISE FINANCEIRA

A Itapemirim passa por grave crise financeira em outras cidades onde atua. Além disso, o braço aeroviário da Itapemirim entrou em recuperação judicial, cancelando os voos de milhares de pessoas às vésperas do Natal.

De acordo com a Agência Brasil, a Itapemirim também reduziu o número de linhas atendidas no Brasil. Os pedidos de supressão de linhas e de paralisação definitiva de atendimento envolvem 16 linhas e 73 mercados operados pela Itapemirim e 12 linhas e 52 mercados operados pela Viação Caiçara, que também faz parte do grupo.

A empresa alega que o plano de reestruturação visa redução de custos e aumentar os resultados de longa distância.