Notícias

Sindicato informa aos trabalhadores da Ford de Taubaté que demissões são irreversíveis

Anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira, 26, aos trabalhadores

Redação Band Vale 26/02/2021 • 13:07 - Atualizado em 26/02/2021 • 13:14
Assembleia com funcionários da Ford em Taubaté
Assembleia com funcionários da Ford em Taubaté
Divulgação/Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté

O Sindicato dos Metalúrgicos informou na manhã desta sexta-feira, 26, aos trabalhadores da Ford de Taubaté que a decisão da montadora de fechar as fábricas no Brasil é irreversível. 

Houve uma assembleia em que ficou definido que, agora, serão tratadas as indenizações dos funcionários.

O comunicado foi feito após uma reunião entre o sindicato e a direção mundial da Ford na última quinta-feira, 25. A expectativa do sindicato era fazer com que a direção mudasse de opinião sobre o fechamento após um encontro, mas o posicionamento da Ford é de que o fechamento das fábricas no Brasil é irreversível.

Em Taubaté, serão 830 trabalhadores demitidos. Mas o fechamento pode causar o fechamento de até seis mil postos de trabalho devido ao impacto indireto.

Após essa assembleia, uma nova reunião entre montadora e sindicato está prevista. Desta vez, para definir como será feita a rescisão dos trabalhadores da montadora.

Devido a uma decisão da Justiça do Trabalho, a Ford só pode fazer a demissão dos trabalhadores após o término das negociações.

  • Ford
  • Taubaté
  • Economia