BandNews FM

Acordo entre AstraZeneca e Fiocruz garante mais 50 milhões de doses do imunizante

O objetivo é não atrasar mais a produção de vacinas produzidas pela Fiocruz

10/06/2021 • 15:17 - Atualizado em 10/06/2021 • 15:37
Vacinas da Oxford/AstraZeneca contra Covid-19
Vacinas da Oxford/AstraZeneca contra Covid-19
Foto: Agência Brasil / Tomaz Silva

A AstraZeneca afirma que vai assinar na sexta-feira (11) um acordo com a Fiocruz para fornecimento da matéria-prima suficiente para a produção de mais 50 milhões de doses da vacina de Oxford.

Com o acordo para o fornecimento do Ingrediente Farmacêutico Ativo a expectativa é que a entrega de vacinas entre julho e outubro não seja impactada, como já aconteceu em meses anteriores.

Apesar de confirmar o acordo, a Fiocruz não passou mais detalhes.

No sábado (12/6) chega uma nova remessa de IFA que vai permitir a continuidade da produção da vacina e garantir entregas semanais ao Programa Nacional de Imunizações.

Segundo o contrato previsto pela farmacêutica e a Fiocruz, 100 milhões de doses vão ser entregues ao PNI até julho e então a vacina passaria a ser produzida integralmente no Brasil.

Com o atraso na transferência de tecnologia, a fundação continuará envasando o imunizante entre agosto e setembro.

ATRASO E CONTRATO

No dia 20 de maio, a Fiocruz interrompeu a produção de vacinas por falta do IFA, que precisou ser usado em maior escala pela Fundação.

No dia 22 de maio, os ingredientes foram entregues e a produção voltou à ativa no dia 24 de maio.

A capacidade de produção da Fundação que fica no Rio de Janeiro é de 1 milhão de doses por dia e todas às sextas-feiras são entregues doses ao Ministério da Saúde para distribuição de acordo com o Plano Nacional de Imunização (PNI).

Até o mês de julho, estão previstas o montante de 100 milhões de doses da vacina AstraZeneca.

No segundo semestre de 2021, a vacina passa a ser produzida integralmente no Brasil em contrato de transferência de tecnologia que foi assinado no dia 01 de junho entre as instituições.  

ENTREGA PFIZER

Nesta quinta-feira (10), chega ao Brasil o terceiro lote de vacinas contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech nesta semana. Ao todo, entre terça e quinta, o país receberá mais de 2 milhões de doses do imunizante.

Nesta quarta-feira (09), 936 mil doses foram entregues ao Ministério da Saúde.

A entrega e distribuição das doses podem adiantar os prazos de imunização da população.

Estão previstas mais 12 milhões de doses ainda em junho.

Até o final de 2021, cerca de 200 milhões de doses devem ser entregues ao Ministério da Saúde segundo o acordo com a farmacêutica.