BandNews FM

Anvisa aprova consulta pública para revisar a proibição de cigarros eletrônicos

Os dispositivos eletrônicos usados para fumar são proibidos no Brasil desde 2009

Rádio BandNews FM

Anvisa aprova consulta pública para revisar a proibição de cigarros eletrônicos no país
Anvisa aprova consulta pública para revisar a proibição de cigarros eletrônicos no país
Agência Brasil
Topo

A diretoria colegiada da Anvisa aprovou nesta sexta-feira (1) a abertura de uma consulta pública para revisar a proibição do uso de cigarros eletrônicos no Brasil.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária diz que recebeu 62 manifestações sobre o tema. Fumantes e especialistas em tabagismo participaram da escolha. A comercialização, importação e propaganda de vapes é proibida no país desde 2009.

O argumento principal daqueles a favor da regulamentação é de que o cigarro eletrônico causa menos danos que o cigarro convencional. Também há aqueles que não aprovam o consumo, mas alegam que a liberação do item ajudaria na fiscalização da venda no país. No entanto,  o diretor presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, afirmou que existem dados que mostram o contrário: a liberação aumentaria o consumo e, por consequência, sobrecarregaria o sistema de saúde brasileiro.

De acordo com a Associação Médica Brasileira, a vaporização de um cigarro eletrônico equivale ao fumo de um maço inteiro. Uma pesquisa da Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, contou 2.000 moléculas diferentes no vapor dos POD's, a maior parte ainda não completamente identificada.

Interessados em participar da consulta pública aprovada nesta sexta-feira têm 60 dias para mandar as considerações

Tópicos relacionados