BandNews FM

Análise sobre uso da CoronaVac em crianças chega na fase final

Anvisa está monitorando efeitos adversos do imunizante

Rádio BandNews FM 13/01/2022 • 19:50 - Atualizado em 13/01/2022 • 19:56
Até o momento, somente o imunizante da Pfizer será aplicado em crianças de 5 a 11 anos
Até o momento, somente o imunizante da Pfizer será aplicado em crianças de 5 a 11 anos
Foto: Agência Brasil

O relatório da área técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária sobre o uso da vacina Coronavac contra a Covid-19 em crianças ainda precisa ser votado em uma reunião extraordinária da diretoria colegiada do órgão para passar a valer.

Essa é a fase final para aprovação do imunizante para as crianças de 5 a 11 anos. No entanto, a Anvisa declarou que isso ainda não tem uma data para ser realizado. A agência, apesar de dizer que os eventos adversos serão monitorados, reforçou que, até agora, não há nenhum registro no mundo.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, reafirmou em coletiva que, até março, o Brasil vai receber 20 milhões de vacinas da Pfizer, a única autorizada até o momento para vacinar a faixa etária de 5 a 11 anos.

Nesta quinta-feira (13), o Ministério da Saúde recebeu o primeiro lote das vacinas, com 1,2 milhões de doses.  Mais cedo, o avião com quase 1 milhão e 300 mil doses pousou no Aeroporto de Viracopos, em Campinas.

O Governo de São Paulo iniciou o pré-cadastro para a vacina infantil no site Vacina Já e deve vacinar a partir da segunda-feira (17). O Rio de Janeiro também definiu o início da campanha de imunização para o dia 16 de janeiro, já Porto Alegre vacinará a partir da quarta (19). Outras capitais ainda não informaram as datas da imunização infantil e informaram que depende do envio das doses pelo Ministério da Saúde.

Na entrega das primeiras doses da vacina pediátrica da Pfizer, Marcelo Queiroga afirma que a variante Ômicron é um novo desafio para o sistema de saúde. Segundo o ministro, atualmente, a maioria dos internados em leitos de enfermaria e UTIs é de pessoas não vacinadas.