BandNews FM

BH e Salvador têm ocupação máxima em leitos pediátricos para Covid-19

A variante Ômicron tem aumentando os casos de internação das crianças e reforça a necessidade de vacinação dos menores de idade

Rádio BandNews FM 26/01/2022 • 10:28 - Atualizado em 26/01/2022 • 13:21
51% dos leitos do hospital estão ocupados por pacientes com síndromes respiratórias
51% dos leitos do hospital estão ocupados por pacientes com síndromes respiratórias
Foto: Reuters

Leitos pediátricos para pacientes com Covid-19 estão com ocupação máxima em Belo Horizonte e em Salvador. O aumento dos casos entre os menores de idade é atribuído a circulação da variante Ômicron e reforça a necessidade da vacinação infantil.

Na capital mineira, o Hospital João Paulo II, referência no atendimento das crianças, atingiu no último fim de semana 100% de ocupação dos leitos de internação. Segundo a Fundação Hospitalar de Minas Gerais, que gere o Hospital João Paulo Segundo, o crescimento da demanda ocorreu em virtude da disparada de crianças com sintomas de Síndrome Respiratória.

Ainda de acordo com a Fhemig, o pronto atendimento do hospital passou a priorizar casos graves, e "a rede de urgência do município já foi informada da medida, necessária para estabelecer a garantia de assistência aos pacientes admitidos anteriormente".

Em outras unidades de Belo Horizonte, a falta de profissionais dificulta a abertura de novos leitos.

O Hospital da Baleia, um dos principais de BH e com atendimento 100% pelo SUS, suspendeu a abertura de novos leitos para atender pacientes da Covid-19. A unidade está com quase 20% do quadro de pessoal afastado com Covid e relata, ainda, a dificuldade de contratar novos profissionais.

Com isso, a abertura de 10 novos leitos de CTI adulto, que estava programada para esta semana foi adiada.

Atualmente, 51% dos leitos do hospital estão ocupados por pacientes com síndromes respiratórias. A previsão é de que nove novos leitos de CTI sejam abertos na próxima segunda-feira (31). O hospital ainda busca por profissionais.

Em Salvador, os leitos de UTI pediátricos estão com 95% de ocupação, segundo o boletim divulgado nesta terça-feira (25) pela Secretaria de Saúde do Estado.

Ao todo, na capital baiana, são 20 leitos para o público infantil e apenas um disponível.

Em todo o estado, dos 29 disponíveis para crianças, 27 estão com pacientes internados, o que representa 93% de taxa de ocupação.