BandNews FM

Bombeiros expulsam sargento preso no caso Marielle Franco

Maxwell Simões Correa também é investigado na Operação Calígula, que investiga a quadrilha chefiada pelo bicheiro Rogério Andrade

Rádio BandNews FM 13/05/2022 • 18:52
Ele foi preso pela primeira em 2020, pelo processo de obstrução do caso Marielle.
Ele foi preso pela primeira em 2020, pelo processo de obstrução do caso Marielle.
Foto: Reprodução

O Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro decide expulsar o sargento Maxwell Simões Correa, condenado por atrapalhar as investigações sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco. De acordo com a corporação, a decisão é do Conselho de Disciplina da corporação, que abriu um processo contra o sargento após ele ter o nome envolvido no crime.

Atualmente, Maxwell está no Grupamento Especial Prisional (GEP), onde vai ficar preso até o fim do trâmite de exclusão. Depois ele será transferido para uma unidade prisional comum.

Conhecido como Suel, ele foi acusado de ter participado do sumiço das armas do PM reformado Ronnie Lessa, réu pelas mortes da vereadora e do motorista Anderson Gomes. A investigação apontou que o armamento foi retirado de um apartamento de Lessa e jogado no mar da Barra da Tijuca.

Ele foi preso pela primeira em 2020, pelo processo de obstrução, e, nesta terça-feira (10), foi alvo de um novo mandado de prisão. Ele foi acusado de envolvimento com a quadrilha do bicheiro Rogério Andrade, investigado na Operação Calígula.