BandNews FM

Brasil bate oitavo recorde seguido de casos de Covid-19

Com o avanço da variante Ômicron, os estados entram em alerta para a taxa de ocupação de leitos

26/01/2022 • 10:17 - Atualizado em 26/01/2022 • 10:30
Taxa de transmissão da Covid-19 no Brasil atingiu o maior nível desde julho de 2020
Taxa de transmissão da Covid-19 no Brasil atingiu o maior nível desde julho de 2020
Foto: Reprodução

O Brasil bate o oitavo recorde seguido na média móvel de casos de Covid-19. O país chegou a 159 mil notificações diários nos últimos 7 dias – a maior marca desde o início da pandemia. A alta em relação aos 14 dias anteriores é de mais de 200%.

A média móvel de mortes também subiu – 170% - e alcançou 332 óbitos, a maior registrada desde outubro do ano passado.

Nesta terça-feira (25), foram 489 mortos pela doença no país, totalizando 623,9 mil até aqui.

Ao mesmo tempo, com o avanço da Ômicron, a taxa de transmissão da Covid-19 no Brasil atingiu o maior nível desde julho de 2020.

Ficou em 1,78 nesta semana, segundo o levantamento feito pelo Imperial College. Isso significa que cada 100 pessoas infectadas transmitem o vírus para outras 178. Na semana anterior, o índice era de 1,35.

DISTRITO FEDERAL

A taxa de ocupação de leitos públicos de UTI para Covid-19 aumentou e chegou a 100% no Distrito Federal.

Os leitos de UTI da rede pública atingiram a capacidade máxima na manhã de terça-feira (25), mas, no início da noite, a ocupação caiu para 93,7%, com quatro leitos disponíveis, sendo dois exclusivos para recém-nascidos.

Segundo os dados da Secretaria de Saúde, atualizados no fim da tarde do dia 25, entre os 73 leitos exclusivos para casos graves de Covid-19, nove estão bloqueados e 60 estão ocupados.

A ocupação das UTIs da rede privada também aumentou, e aproximadamente 59,5% dos leitos particulares estavam ocupados até a tarde de terça-feira (25).