BandNews FM

Brasil recebe primeiras vacinas pediátricas antiCovid

Primeiro carregamento com 1,2 milhão de doses será distribuído aos estados nos próximos dias e campanha de vacinação pode começar já na sexta (14

Rádio BandNews FM 13/01/2022 • 06:37
Brasil recebe primeiras vacinas pediátricas antiCovid
Brasil recebe primeiras vacinas pediátricas antiCovid
Arquivo Pessoal

Chegou ao Brasil nesta quinta-feira (13) o primeiro carregamento com vacinas pediátricas da Pfizer para aplicação em crianças entre 5 e 11 anos. Cerca de 1,248 milhão de imunizantes vieram da Holanda em um voo cargueiro que pousou às 4h48 no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo.

De lá, as vacinas serão levadas para o centro de logística do Ministério da Saúde, em Guarulhos, para então ocorrer a distribuição aos estados e municípios. Antes, a carga passa por liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitárias e da Receita Federal.

A Anvisa liberou a vacinação de crianças com as doses da farmacêutica americana no dia 16 de dezembro e a demora de quase um mês para a chegada das primeiras doses preocupou pais e especialistas, que esperam que a imunização proteja um público vulnerável no momento do retorno das atividades presenciais nas escolas.  

A previsão do Ministério da Saúde é fazer a entrega das doses aos estados em até 24 horas, com isso, é possível que a aplicação das primeiras vacinas em crianças aconteça já nesta sexta-feira (14). No estado de São Paulo, o uso do imunizante está marcada para o dia 17 de janeiro. Cada estado deve seguir um calendário.

Neste primeiro momento, as doses não cobrem o público de 20 milhões de crianças na faixa etária autorizada. Por isso, por determinação do Ministério da Saúde, estados e municípios devem priorizar alguns grupos: em um primeiro momento, crianças com comorbidades; na sequência, a imunização começará entre os mais velhos.

O Brasil vai receber até o fim de janeiro algo em torno de 4,6 milhões de doses pediátricas. As entregas devem ser semanais. Até março, 20 milhões de imunizantes devem ser entregues pela Pfizer.

A dose pediátrica é cerca de 1/3 da aplicada em adultos e que já é utilizada no país. A cor da tampa do frasco da vacina apresenta cor diferente para impedir a troca de vacinas nos postos de aplicação.

O intervalo entre as duas doses para a imunização completa será de oito semanas e não de 21 dias como preconizado na bula.

CORONAVAC

Nesta quinta-feira (13), a Anvisa se reúne com representantes do Instituto Butantan para discutir a possível liberação da CoronaVac para menores entre 3 e 17 anos. O uso emergencial do imunizante desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac, em parceria com o órgão paulista, está em análise há três semanas na agência federal.

O governo de São Paulo espera a liberação do imunizante, que já é usado no Chile, na China e outros países, para avançar na campanha de vacinação.

  • vacinas
  • crianças
  • pfizer
  • chegada