BandNews FM

Caso Miguel: mãe e madrasta são indiciadas por homicídio

Polícia continua buscas pelo corpo da criança

BandNews FM 09/08/2021 • 12:31 - Atualizado em 09/08/2021 • 16:26
Caso Miguel: mãe e madrasta são indiciadas por homicídio.
Caso Miguel: mãe e madrasta são indiciadas por homicídio.
Foto: Reprodução

A mãe e a madrasta do menino Miguel Rodrigues, de 7 anos, são indiciadas por homicídio duplamente qualificado, tortura e ocultação de cadáver. A polícia do Rio Grande do Sul investiga o crime desde o final de julho, Yasmin Rodrigues e Bruna da Rosa, de 26 e 23 anos, estão presas desde o início do mês de agosto.

A suspeita do caso foi iniciada após a ida de Yasmin e Bruna à delegacia, quando elas informaram o suposto sumiço da criança. O delegado responsável suspeitou da versão durante os depoimentos por conta das descrições diferentes e declarou prisão preventiva em flagrante. 

A mãe da criança confessou o crime, alegando ter dopado o filho, o colocado em uma mala sem certeza se estava vivo e o arremessado no Rio Tramandaí, em Imbé, no litoral norte gaúcho.  As buscas pelo corpo do Miguel entram no décimo segundo dia. Por causa das correntes marítimas, os bombeiros já procuram também em áreas do litoral sul gaúcho e contam com a ajuda de cães farejadores, escavadeiras, drones, mergulhadores profissionais.

A defesa de Rodrigues não se pronunciou sobre as acusações e os advogados de Bruna defendem que ela também sofria abusos psicológicos da companheira e que possui um caso de autismo.

  • Brasil