BandNews FM

Com termômetros próximos dos 49°C, Itália tem temperaturas extremas

Países como Turquia, Grécia e Espanha também enfrentam as fortes ondas de calor que preocupam a Europa

Rádio BandNews FM

Europa enfrenta fortes ondas de calor e queimadas
Europa enfrenta fortes ondas de calor e queimadas
Foto: Reprodução/Matt Palmer/Unsplash

Os fenômenos meteorológicos decorrentes de mudanças climáticas continuam a atingir a Europa. Nesta quarta-feira (11), a ilha de Sicília, no sul da Itália, registrou 48,8°C na cidade de Siracusa, no sudeste da região. Caso confirmada pela Organização Meteorológica Mundial (OMM), esta será considerada a temperatura mais alta já registrada no continente. Até então, o recorde foi registrado em Atenas, capital da Grécia, que em 1977 marcou 48°C.

Apelidada de “Lúcifer”, a forte onda de calor enfrentada pelo sul e sudeste da Europa é causada por uma massa de ar quente vinda da África. A Argélia, localizada no norte do continente africano, tem enfrentado grandes incêndios florestais, que já causaram a morte de cerca de 65 pessoas, incluindo 28 bombeiros. Países europeus como Turquia, Grécia e Espanha também enfrentam fortes ondas de calor e queimadas.

A previsão é que “Lúcifer” siga para o norte através da Itália continental, o que irá aumentar ainda mais as temperaturas em cidades como Roma.

Planeta cada vez mais quente

Na segunda-feira (09), o Painel Intergovernamental sobre o Clima da ONU (IPCC) publicou o maior e mais alarmante estudo sobre aquecimento global já produzido. Segundo o relatório, o planeta já sofreu o aquecimento de 1,09°C desde a era pré-industrial, sendo em sua quase totalidade em decorrência da ação humano. Até 2030 (uma década antes do previsto anteriormente), esse valor poderá chegar a 1,5°C, o que terá impacto direto no agravamento e na maior frequência de fenômenos climáticos extremos como os enfrentados pelos países do hemisfério norte.

Acompanhe mais informações com o correspondente da BandNews FM na Europa, Felipe Kieling:

Tópicos relacionados