BandNews FM

Decisão sobre prévias do PSDB fica para esta segunda; Doria defende votação no dia 28, Leite fala em 48 horas

Partido suspendeu processo de escolha do candidato à presidência da República em 2022 após falhas na votação por aplicativo; concorrentes entram em embate por nova data

BandNews FM 22/11/2021 • 06:48
Eduardo Leite, João Doria e Arthur Virgílio disputam a preferência do partido para a eleição presidencial de 2022.
Eduardo Leite, João Doria e Arthur Virgílio disputam a preferência do partido para a eleição presidencial de 2022.
Foto: Reprodução/Twitter

O PSDB deve definir o futuro das prévias do partido para a escolha do candidato à presidência da República em 2022 nesta segunda-feira (22), após uma reunião no início da tarde com os representantes dos pré-candidatos. Neste domingo (21), os tucanos enfrentaram problemas com o aplicativo que seria utilizado por 44 mil filiados para votarem. A plataforma não suportou tantos votos simultâneos e os problemas de infraestrutura são apurados pela Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, desenvolvedora do aplicativo.

João Doria, governador de São Paulo, e Arthur Virgílio, ex-prefeito de Manaus, defendem que as prévias ocorram no próximo domingo, dia 28 de novembro. A data estava reservada originalmente para a realização de um possível segundo turno. Já Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, defende a retomada da votação entre os correligionários em até 48 horas.

O presidente do PSDB, Bruno Araújo, aguarda um laudo técnico até 14h, para então se reunir com representantes dos concorrentes e definir o futuro da eleição interna. Segundo Araújo, quase 65% dos cadastrados conseguiram votar.

Existiam dois meios de votação: prefeitos, governadores, deputados, senadores e ex-presidente do PSDB precisavam comparecer presencialmente em Brasília para votação em urna eletrônica no Centro de Convenções Ulysses Guimarães; já os vereadores, vice-prefeitos e demais correligionários votariam por um aplicativo criado para as prévias.

A votação ocorreria entre 7h e 15h deste domingo (21). Mas os problemas na validação dos votos por aplicativo através da biometria facial fizeram o PSDB estender a votação até 18h para o voto presencial e paralisar a votação online.

O partido alega ter concluído a votação presencial e que os votos serão reservados para posterior apuração. Entre os votantes pelo aplicativo, o PSDB alega que nenhum voto será perdido. Mas espera respostas da desenvolvedora do aplicativo para o planejamento da conclusão das prévias.

A plataforma de votação na eleição interna é alvo de críticas e desconfianças desde antes deste domingo (21). Apoiadores de Doria e Virgílio apontaram que problemas já tinham sido diagnosticados no aplicativo. Os criadores do aplicativo são do Rio Grande do Sul, mesmo estado de Leite, o que levantou suspeitas entre filiados do PSDB. O uso da plataforma foi mantido após auditoria independente contratada pelo partido.

No fim de domingo, o presidente do PSDB, Bruno Araújo, participou de uma reunião com as equipes dos pré-candidatos, mas definições sobre o futuro da disputa ainda não foram anunciadas.