BandNews FM

Estudo da Fiocruz comprova a eficácia das vacinas contra a Covid-19 em idosos

A pesquisa mostrou que a imunização levou à redução de casos graves e de hospitalizações pela doença

Rádio BandNews FM 10/07/2021 • 10:32
Com ao menos a primeira dose aplicada, a eficácia média é de 73,7% em pessoas entre 60 e 79 anos, e de 63% naquelas com mais de 80
Com ao menos a primeira dose aplicada, a eficácia média é de 73,7% em pessoas entre 60 e 79 anos, e de 63% naquelas com mais de 80
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz confirma a eficácia em idosos das vacinas contra a Covid-19 disponíveis no Brasil, inclusive contra a variante Gama (P1), identificada pela primeira vez em Manaus. A pesquisa mostrou que a imunização levou à redução de casos graves e de hospitalizações pela doença.

Com ao menos a primeira dose aplicada, a eficácia média é de 73,7% em pessoas entre 60 e 79 anos, e de 63% naquelas com mais de 80. Já para aqueles imunizados com as duas doses dos imunizantes, a eficácia observada é de 79,8% para idosos de até 79 anos e de 70,3% para aqueles acima dos 80 anos.

AstraZeneca e CoronaVac

A Fiocruz divulgou também a análise específica das vacinas mais aplicadas no país. Segundo o estudo, com uma dose da vacina Oxford/AstraZeneca, que no Brasil é produzido pela Fiocruz, a efetividade constatada foi de 81,7% para a faixa de 60 a 79 anos, e de 62,8% em pessoas com mais de 80 anos. Já com o imunizante CoronaVac, produzido no Brasil pelo Instituto Butantan, foi observado um índice de eficácia de 70,3% em idosos entre 60 e 79 anos, e de 62,9% para quem tem mais de 80 anos.

Com as duas doses da AstraZeneca aplicadas, a efetividade estimada é de 93,8% em quem tem de 60 a 79 anos, e 91,3% para aqueles acima dos 80 anos. Com a CoronaVac, os índices foram de 79,6% para idosos de 60 a 79 anos, e 68,8% para os acima dos 80 anos.

O estudo foi realizado por meio de uma comparação entre dados de vacinação dos idosos com os registros hospitalares e de óbitos reportados até 7 de junho.

  • Fiocruz
  • Vacina
  • Vacinação
  • Covid-19
  • Estudo
  • Brasil