BandNews FM

Finlândia e Suécia oficializam pedidos de entrada na OTAN

Movimento acontece em meio à intensas movimentações diplomáticas para tentar reverter decisão da Turquia de vetar ingresso dos países na aliança militar

Rádio BandNews FM 18/05/2022 • 17:23
A entrada dos países na aliança militar ainda precisa ser aprovada por todos os 30 membros
A entrada dos países na aliança militar ainda precisa ser aprovada por todos os 30 membros
Foto: Divulgação

A Finlândia e a Suécia entregaram oficialmente, nesta quarta-feira (18), os pedidos de adesão à OTAN. 

Em uma breve cerimônia em Bruxelas, na Bélgica, o secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte classificou o ato como histórico. “Acolhi calorosamente o pedido da Finlândia e da Suécia para se juntarem à OTAN. Vocês são nossos parceiros mais próximos e sua participação na OTAN aumentaria nossa segurança compartilhada. Os pedidos que vocês fizeram representam um passo histórico”, ressaltou Jens Stoltenberg.

A entrada dos países na aliança militar ainda precisa ser aprovada por todos os 30 membros da OTAN. Por isso, o dia também foi de intensas movimentações diplomáticas.

O porta-voz do presidente turco, Recep Erdogan, conversou por telefone com representantes dos governos sueco e finlandês, bem como da Alemanha, Estados Unidos e Reino Unido.

Ibrahim Kalin ressaltou que as preocupações de segurança nacional do país precisam ser levadas em conta. “No contexto dos pedidos de adesão da Suécia e da Finlândia à OTAN, foi comunicada a expectativa de que medidas concretas sejam tomadas para abordar as preocupações de segurança nacional da Turquia. Sublinhou-se que se as expectativas da Turquia não fossem atendidas, o andamento do processo não seria possível”, disse ele.

O representante do governo turco ainda lembrou que a Suécia e a Finlândia abrigam pessoas ligadas ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão, considerado como um grupo de terrorista por Ancara. “Durante as reuniões, também foi enfatizado que é inaceitável permitir que a organização terrorista PKK/PYD/YPG e membros da FETO existam em membros da OTAN e em outros países. Afirmou-se que não deveria haver discriminação entre organizações terroristas e que todas as formas de terrorismo deveriam ser combatidas em espírito de unidade e solidariedade”.

Mais cedo nesta quarta-feira (18), o presidente Recep Erdogan disse aos membros do Parlamento de seu partido que espera que os países membros da OTAN compreendam as questões de segurança da Turquia.

Autoridades da Suécia e da Finlândia ainda planejam uma visita à Ancara nos próximos dias para tratar das candidaturas à OTAN.

Nesta quinta-feira (19), a primeira-ministra da Suécia, Magdalena Andersson, e o presidente da Finlândia, Sauli Niinistö, irão se encontrar com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, na Casa Branca.