BandNews FM

Governo descarta passaporte da vacina apesar de apelo da Anvisa

Ministério da Saúde ainda anunciou exigência de quarentena de 5 dias para viajantes não vacinados

BandNewsFM 07/12/2021 • 19:12 - Atualizado em 07/12/2021 • 20:30
Marcelo Queiroga apontou que é necessário defender as liberdades
Marcelo Queiroga apontou que é necessário defender as liberdades
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Contrariando a recomendação dada pela Anvisa para restrição da entrada de estrangeiros no Brasil, o Governo Federal anunciou medidas para reabrir as fronteiras do país.

Entre as recomendações está exigir teste PCR negativo, sendo feito até 72 horas antes, para os passageiros que venham do exterior.

A outra recomendação é de exigir uma quarentena de cinco dias para os não vacinados que cheguem ao país, seguida de um teste PCR negativo.

Segundo o Palácio do Planalto, isso será possível em razão dos níveis de vacinação da população.

A Anvisa defendeu maior restrição no acesso de estrangeiros ao país e a exigência de um certificado de vacinação completa, o chamado passaporte da vacina.

Durante o pronunciamento, o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, apontou que é necessário defender as liberdades individuais.

Após a declaração do governo, a Anvisa divulgou uma nota afirmando que aguarda a publicação da nova portaria sobre atualização das medidas excepcionais e temporárias para entrada no país como forma de enfrentamento da Covid-19.