Notícias

Jairinho tem registro profissional suspenso temporariamente pelo Conselho de Medicina do Rio de Janeiro

Conselho Regional de Medicina do Rio considera que o vereador desrespeitou principal regra da profissão.

Rádio BandNews FM 11/06/2021 • 15:51 - Atualizado em 11/06/2021 • 18:16
Jairinho tem registro profissional suspenso temporariamente pelo Conselho de Medicina do Rio de Janeiro
Jairinho tem registro profissional suspenso temporariamente pelo Conselho de Medicina do Rio de Janeiro
Tânia Rêgo

O vereador Jairinho, preso acusado de tortura e morte do enteado Henry Borel, de 4 anos, tem o registro profissional suspenso temporariamente pelo Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro. A interdição cautelar ocorre por uma possível infração ao Código de Ética Médica.

O conselho considerou que Jairinho desrespeitou a principal regra da profissão ao "causar dano ao paciente por ação ou omissão, por imprudência, imperícia ou negligência".

Segundo o órgão, o recurso serve para proteger a população e assegurar a boa prática médica no Rio de Janeiro.

Em 2004, aos 27 anos, Jairinho se formou em medicina, mas nunca exerceu a profissão. No mesmo ano foi eleito a vereador iniciando a carreira política. O processo de Jairinho está em andamento e corre em sigilo. As punições previstas em lei vão desde advertência a cassação definitiva do registro.

O parlamentar afastado perde o direito de exercer a profissão até o julgamento final da sindicância aberta.

  • Jairinho
  • Rio de Janeiro