BandNews FM

Julgamento do caso Boate Kiss tem início nesta quarta-feira (1º)

Todos os quatro réus respondem por 242 mortes e 636 tentativas de homicídio

BandNewsFM 29/11/2021 • 17:41
Julgamento ocorre nove anos após o incêndio
Julgamento ocorre nove anos após o incêndio
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Começa nesta quarta-feira (1º) o julgamento do caso Boate Kiss, em Porto Alegre. 

Os réus são Elissandro Spohr, o Kiko, dono da boate, seu sócio, Mauro Hoffmann, o cantor da banda Gurizada Fandangueira, Marcelo de Jesus dos Santos, e o assistente de palco do grupo musical, Luciano Leão. 

Eles respondem por 242 mortes e 636 tentativas de homicídio. Segundo o Tribunal de Justiça, a previsão é de que os trabalhos sejam divididos em três turnos a partir das 9 horas e não tenham interrupção durante o final de semana. O julgamento deve durar 14 dias.

Com a proximidade do início do julgamento, mais de cem pessoas participaram de um ato que marcou os 106 meses da tragédia da Boate Kiss. 

A caminhada em memória às vítimas contou com familiares e sobreviventes da tragédia, que instalaram 242 cruzes na região central de Santa Maria. 

Os objetos brancos representam o número de vítimas fatais do incêndio, que também feriu mais de 600 pessoas, em 2013. 

A iniciativa, que ocorreu no último sábado (27), foi organizada pela Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria e pelo coletivo Kiss: que não se repita.