Notícias

Justiça marca para sexta 1ª audiência do caso envolvendo motorista de Porsche

Fernando Sastre de Andrade Filho é acusado de dirigir embriagado no acidente que matou o motorista de aplicativo Ornaldo da Silva Viana

Por Bruna Barone

A primeira audiência do caso do motorista de um Porsche que matou um motorista de aplicativo após um acidente de trânsito na Zona Leste de São Paulo será na próxima sexta-feira (28).  

A sessão vai definir se há indícios de crime para levar Fernando Sastre de Andrade Filho a julgamento.  

Sastre é acusado de dirigir embriagado durante o acidente que matou o motorista de aplicativo Ornaldo da Silva Viana no dia 31 de março deste ano. Ele dirigia a mais de 100 km/h no momento do acidente.  

O condutor do Porsche Carrera foi levado do local do acidente pela mãe, Daniela Cristina de Medeiros Andrade.

Segundo os policiais militares que atenderam à ocorrência, ela afirmou que levaria o filho ao Hospital São Luiz Ibirapuera, mas em vez disso, o transportou para casa.

O empresário só se apresentou à polícia quase 40 horas depois do acidente.

Sastre está preso de forma preventiva em Tremembé, no interior do Estado. Ele deve participar da audiência via videochamada.  

Fernando é réu pelos crimes de homicídio por dolo eventual e lesão corporal gravíssima.

Tópicos relacionados