BandNews FM

Marcelo Queiroga volta a criticar passaporte da vacina e obrigatoriedade de máscaras

Segundo o ministro, medidas ”mais prejudicam do que ajudam”

Rádio BandNews FM 24/10/2021 • 10:28 - Atualizado em 24/10/2021 • 11:06
Queiroga afirmou que, em 35 anos de prática da Medicina, “nunca conseguiu as coisas com os pacientes” por obrigação
Queiroga afirmou que, em 35 anos de prática da Medicina, “nunca conseguiu as coisas com os pacientes” por obrigação
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, voltou a criticar a adoção do passaporte vacinal e o uso obrigatório de máscaras para conter a propagação do coronavírus.

Em um vídeo publicado nas redes sociais da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) neste sábado (23), o médico afirmou à parlamentar bolsonarista que tais medidas seriam prejudiciais à população: “Eu tenho, de maneira reiterada, sido contra leis para obrigar o uso de máscaras, leis de passaporte da vacina. Esse tipo de iniciativa mais prejudica do que ajuda”. 

Durante o encontro com a congressista em um shopping de Brasília, Queiroga afirmou que, em 35 anos de prática da Medicina, “nunca conseguiu as coisas com os pacientes” por obrigação.

Vacinação no Brasil

O Brasil tem 51,2% da população completamente imunizada contra o coronavírus, com mais de 109 milhões de pessoas vacinadas. Em relação à primeira dose, a cobertura está em 71,2%.

Segundo dados do Ministério da Saúde, a média móvel de mortes ficou abaixo de 400 pelo 12º dia consecutivo. Entre a sexta-feira (22) e este sábado (23), foram 358 novos óbitos pela doença.

O país acumula 605.569 mortes por coronavírus desde o início da pandemia.