BandNews FM

Médicos da prefeitura de SP ameaçam greve por sobrecarga de trabalho

Profissionais exigem novas contratações para repor colegas doentes afastados

BandNews FM 13/01/2022 • 16:34 - Atualizado em 13/01/2022 • 17:04
Número de profissionais de saúde afastados do trabalho em janeiro foi 111% mais alto
Número de profissionais de saúde afastados do trabalho em janeiro foi 111% mais alto
Rovena Rosa / Agência Brasil

Médicos da Prefeitura de São Paulo vão se reunir na noite desta quinta-feira (13), em assembleia, para decidir se entram ou não em greve.

A categoria pede a contratação de novos profissionais e o pagamento de horas extras por causa da sobrecarga de trabalho em meio ao novo aumento de casos de gripe e Covid-19.

O grupo também sofre com o afastamento de colegas doentes, cerca de 1.600 funcionários da saúde municipal já foram afastados.

Segundo Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp), o número de profissionais de saúde afastados do trabalho em janeiro foi 111% mais alto se comparado com o mês anterior.

Os hospitais privados sofrem da mesma situação. Cerca de 10% dos profissionais de saúde da rede particular estão afastados, segundo a Associação dos Hospitais Privados de Saúde (Anahp).