BandNews FM

Ministério da Saúde recomenda suspensão da vacinação de adolescentes sem comorbidades

Governadores dividem opiniões sobre ciclo vacinal; entenda a situação em cada estado

BandNews FM 16/09/2021 • 12:51 - Atualizado em 16/09/2021 • 13:53
Governadores dividem opiniões sobre ciclo vacinal; entenda a situação em cada estado
Governadores dividem opiniões sobre ciclo vacinal; entenda a situação em cada estado
Foto: Divulgação/SES SC

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde envia um oficio à Anvisa cobrando um posicionamento imediato da entidade sobre a suspensão da vacinação contra a Covid-19 em adolescentes de 12 a 17 anos, sem comorbidades.

O Ministério da Saúde revisou a recomendação para imunização desse público, restringindo o emprego das vacinas somente aos adolescentes de 12 a 17 anos que apresentem deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade. A decisão ocorre apesar da autorização pela Anvisa do uso da vacina da Pfizer para pessoas desta faixa etária. 

O Governo Federal alega que a Organização Mundial de Saúde não recomenda a imunização de crianças e adolescentes, com ou sem comorbidades. Além disso, destaca que a maioria dos adolescentes sem comorbidades acometidos pela Covid-19 apresentam boa evolução de saúde e normalmente não tem sintomas da doença. Por fim, ressalta que os benefícios da vacinação nesse público-alvo ainda não estão claramente definidos.

Após a publicação da recomendação, autoridades de Salvador, da Paraíba e de Natal confirmaram que irão paralisar a vacinação de adolescentes sem comorbidades. A mesma decisão será tomada pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, que disse esperar agora o envio de recomendação para os adolescentes que já tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

O governo do Paraná destacou que o estado não iniciou oficialmente a vacinação de adolescentes e que aguarda o posicionamento definitivo do Ministério da Saúde sobre a aplicação de doses no público.

Já as Secretarias Estaduais de Saúde de São Paulo, do Espírito Santo e Goiás informaram que vão manter a vacinação de todos os adolescentes, não seguindo a recomendação do Ministério da Saúde. O governo do Distrito Federal também anunciou a manutenção da vacinação, com a imunização de pessoas com 13 anos nesta sexta (16).

A Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul disse que está mantida a vacinação até nova análise, a ser realizada no momento em que novas doses forem disponibilizadas pelo Ministério da Saúde. A prefeitura do Rio de Janeiro, por sua vez, disse que vai manter a vacinação de todos os adolescentes pelo menos até o final dessa semana. E que vai discutir o tema em reunião marcada para a próxima segunda-feira.