BandNews FM

Mulher é acusada de vender ingressos falsos para camarote na Sapucaí

Irmã do ex-jogador Léo Moura já foi acusada de cometer o mesmo crime em 2022 no Rock in Rio

Rádio BandNews FM

Marquês de Sapucaí
Marquês de Sapucaí
Reprodução / TV Band
Topo

A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga um novo caso de estelionato envolvendo Lívia Moura, irmã do ex-jogador Léo Moura. 

A mulher é acusada de vender ingressos falsos para o camarote do Carnaval na Marquês de Sapucaí para assistir aos desfiles do Rio de Janeiro. 

Mais de dez pessoas denunciaram o golpe, na noite do último sábado (10), na delegacia da Tijuca na Zona Norte da capital fluminense.

Segundo testemunhas, Lívia prometia um par de ingressos, para casais, para acompanhar o carnaval por até R$ 4,5 mil. O combinado era de que ela enviaria o bilhete no formato de um QR Code após o pagamento. No entanto, o código nunca foi enviado.

A irmã do ex-jogador Léo Moura foi chamada para a delegacia e prestou depoimento, mas não foi detida.

Ela já foi acusada de cometer o mesmo crime em 2022 no Rock in Rio, em um golpe que pode chegar até R$ 500 mil. 

Tópicos relacionados