BandNews FM

Mulher vítima de exploração sexual é resgatada pela Polícia do Rio

A mulher saiu de Belo Horizonte após uma promessa de emprego na capital fluminense

06/08/2021 • 11:31 - Atualizado em 06/08/2021 • 12:56
Karen Lourenço de Souza, de 22 anos, foi presa por organização criminosa.
Karen Lourenço de Souza, de 22 anos, foi presa por organização criminosa.
Foto: Reprodução.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro resgatou nesta quinta-feira (05) uma mulher vítima de exploração sexual em Madureira, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Ela era obrigada a fazer programas até por chamadas de vídeo.

Segundo os investigadores, a vítima saiu de Belo Horizonte, em Minas Gerais, com a promessa de um emprego em uma lanchonete. O anúncio da vaga estava em uma rede social, prometia salário e moradia. Assim que chegou no Rio, ela foi levada para a cidade de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, onde foi mantida em cárcere privado. Além de ser obrigada a se prostituir, ela foi estuprada por um dos criminosos.

A Polícia Civil conseguiu localizar a mulher após um descuido dos bandidos. Em um dos programas, um cliente percebeu que a vítima estava muito nervosa e questionou o motivo. A mulher contou a verdade e pediu para que o homem ligasse para o ex-namorado dela, que então acionou a Polícia Militar de Minas.

Uma das gerentes do local, identificada como Karen Lourenço de Souza, de 22 anos, foi presa por organização criminosa, cárcere privado e favorecimento à prostituição. A BandNews FM tenta contato com a defesa dela.

Os investigadores já identificaram outros três integrantes da quadrilha, inclusive o chefe do grupo, que estuprou a vítima. Eles serão indiciados ao fim do inquérito.

  • exploração sexual
  • polícia
  • Rio de Janeiro
  • violência
  • notícia.