BandNews FM

Netanyahu confirma que Israel matou 7 inocentes e reage: "acontece em guerras"

Vítimas faziam parte de ONG World Central Kitchen, que distribui alimentos em desastres naturais ou conflitos de Estado

Rádio BandNews FM

Benjamin Netanyahu
Benjamin Netanyahu
Reuters

Um ataque aéreo de Israel matou sete integrantes de uma ONG que fornece auxílio alimentar às vítimas de desastres naturais ou conflitos de Estado, admitiu o porta-voz do Exército do país nesta terça-feira (2). Os mortos estavam em um veículo com o logo no teto e o nome da organização World Central Kitchen em uma área sem conflitos e circulava sozinho depois de distribuir comida ao norte da Faixa de Gaza.

De acordo com a ONG, entre as vítimas há um cidadão britânico, um australiano, dois americanos, um canadense e um polonês, além de um palestino.

O fundador da World Central Kitchen, o chef José Andrés, declarou ter sido uma tragédia. “Trabalhadores de organizações humanitárias e civis nunca deveriam ser um alvo. Nunca”, afirmou.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, lamentou o ocorrido, mas declarou que esse tipo de coisa “acontece em guerras”. Segundo ele, as forças “atingiram involuntariamente pessoas inocentes”. Netanyahu afirmou ainda que pretende fazer de tudo para que não haja um novo incidente.

O secretário de Estado dos Estados Unidos, país que é um aliado histórico de Israel, Anthony Blinken, considerou “insuficiente” a resposta de Natanyahu sobre o caso e elogiou o trabalho da World Central Kitchen em Gaza. De acordo com ele, a atuação da organização é “extraordinária”. Ressaltou que "os funcionários de organizações de ajuda humanitária têm de ser protegidos".

Para a CEO da ONG, Erin Gore, este não se trata apenas de um ataque contra a World Central Kitchen, mas “um ataque a organizações humanitárias que se apresentam nas situações mais terríveis, em que os alimentos são usados como arma de guerra e isso é imperdoável”.

As forças militares israelenses afirmaram que analisam o que aconteceu para entender melhor as circunstâncias do ataque.

Tópicos relacionados