BandNews FM

Pessoas buscam restos de comida em caminhão de lixo em Fortaleza

Vídeo mostra homens, mulheres, jovens e idosos recorrendo aos produtos descartados por um supermercado para matar a fome

18/10/2021 • 16:41
Pessoas reviraram o lixo de um caminhão de coleta buscando restos de comidas na frente de um supermercado de Fortaleza, no bairro Cocó
Pessoas reviraram o lixo de um caminhão de coleta buscando restos de comidas na frente de um supermercado de Fortaleza, no bairro Cocó
Foto: Reprodução/ Redes sociais

Em função da crise econômica, pessoas reviraram o lixo de um caminhão de coleta na frente de um supermercado de Fortaleza, no bairro Cocó, região nobre da capital cearense.

Imagens mostram homens, mulheres, jovens e idosos buscando restos de comidas, frutas e outros itens alimentícios descartados pelo supermercado.

A gravação foi feita por um motorista de aplicativo que passava pelo local no momento do ocorrido.

Cenas como essa não têm sido raras no Brasil. Recentemente, um estabelecimento em Santa Catarina anunciou a venda de ossos por R$4,00 o kg. Em função da repercussão negativa, o estabelecimento suspendeu a comercialização dos produtos.

Inflação

Alimentos que compõe a alimentação básica dos brasileiros como arroz, feijão, misturas, verduras e frutas foram afetados pela inflação.

O preço acumulado do prato feito teve aumento de cerca de 22% até junho deste ano, segundo levantamento de pesquisador da FGV. As maiores altas foram do arroz, com 37,5%, e das carnes, com 32,9%.

Já em 2020, as altas não passavam de 13%.

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE) apontou também que o café da manhã do brasileiro acumula alta de 9,40% nos últimos 12 meses. O café em pó disparou 28,69% e o pão, que também não pode faltar na primeira refeição do dia, subiu 8,13%.