BandNews FM

PM do RJ será investigada por suspeita de superfaturamento na compra de proteína animal

Levantamento da BandNews FM aponta possível irregularidade em acordo entre PM e distribuidora de carnes alvo da Lava Jato

BandNews FM 05/08/2021 • 14:32 - Atualizado em 05/08/2021 • 16:43
Polícia Militar do Rio de Janeiro pagou, pelo menos, R$ 5,5 milhões a mais do que o valor em itens de supermercados
Polícia Militar do Rio de Janeiro pagou, pelo menos, R$ 5,5 milhões a mais do que o valor em itens de supermercados
Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

Um levantamento da BandNews FM mostrou que a Polícia Militar do Rio de Janeiro pagou, pelo menos, R$ 5,5 milhões a mais do que o valor de supermercados em itens como frango temperado, lombo suíno e lagarto. O total autorizado a ser gasto chega a aproximadamente R$ 45 milhões e os preços constam no Boletim Interno da corporação do dia 29 de julho. O Tribunal de Contas do Estado do Rio informou que vai analisar a licitação que apresenta indícios de sobre preço na compra de alimentos.

A comparação da reportagem considerou o valor por unidade, mesmo diante da compra da PM considerar grandes quantidades de mercadorias para abastecer todas os batalhões da corporação no estado. 

O contrato foi fechado com a empresa Comercial Milano, distribuidora de alimentos que foi alvo da Lava Jato, acusada de envolvimento no esquema de corrupção no governo Sérgio Cabral.

Em nota, a Polícia Militar alegou que as proteínas compradas pela corporação possuem ainda peculiaridades no processo de aquisição e distribuição, o que justificaria o preço acimo do praticado no varejo. 

Procurada pela equipe de reportagem, a Milano nega qualquer irregularidade.

Especialistas ouvidos pela BandNews FM ainda citam a falta de uniformidade no processo, já que muitas mercadorias foram adquiridas pelo corte e não pelo quilo, dificultando a comparação com o mercado e, consequentemente a fiscalização.

  • Brasil