BandNews FM

Polícia diz que assassino de meninos de Belford Roxo está morto

Ordem para a execução teria partido de dentro de presídio

BandNews FM 09/09/2021 • 19:42
Para a Polícia já não há dúvidas de que as crianças foram mortas dentro da comunidade.
Para a Polícia já não há dúvidas de que as crianças foram mortas dentro da comunidade.
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Prestes a concluir o inquérito sobre o desaparecimento dos três meninos em Belford Roxo, a Polícia Civil afirma que o chefe do tráfico no Morro do Castelar, apontado como responsável pelo sumiço das crianças, está morto. Para os investigadores, os três meninos, que não são vistos desde dezembro, foram assassinados.

Segundo o secretário Allan Turnowski, o traficante Wiler Castro da Silva, conhecido como Stala, de 35 anos, foi executado por integrantes de sua própria facção em uma espécie de 'tribunal do crime'

A ordem teria sido dada pelo Wilton Carlos Rabello Quintanilha, conhecido pelo apelido abelha, apontado como "presidente do Comando Vermelho" nos presídios

Ainda de acordo com o secretário, ao sair do presidio em julho deste ano, Wilton ordenou a morte de Wiler em razão da repercussão do caso.

Abelha deixou a cadeia mesmo com mandado de prisão ativo, beneficiado por um esquema de corrupção na Secretaria de Administração Penitenciária.

Allan Turnowski afirma que Stala, era gerente do tráfico da comunidade do Castelar e teria pedido ao Abelha autorização para matar os meninos por conta do furto de passarinhos. Os investigadores ainda tentam confirmar é se Wilton sabia que se tratava de crianças.

Stala também foi um dos responsáveis pela tortura de um morador, em janeiro, falsamente acusado de participar do sumiço das crianças, para atrapalhar as investigações.

Fernando Henrique, de 12 anos; Alexandre Silva, de 11; e Lucas Matheus, de nove; não são vistos desde dezembro do ano passado quando saíram para jogar futebol.

Para a Polícia já não há dúvidas de que as crianças foram mortas dentro da comunidade.

Os corpos teriam sido levados para um rio.