BandNews FM

Polícia investiga traficantes pelo desaparecimento de meninos de Belford Roxo

Agentes já realizaram buscas pelos três garotos em cemitérios clandestinos do tráfico e em rios da região, mas nada foi encontrado

Rádio BandNews FM 20/08/2021 • 12:30
Lucas Matheus, de 8 anos, Alexandre da Silva, 10 anos, e Fernando Henrique, de 11 anos
Lucas Matheus, de 8 anos, Alexandre da Silva, 10 anos, e Fernando Henrique, de 11 anos
Imagem: Reprodução

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, tenta nesta sexta-feira (20) localizar e prender dois traficantes que comandam a comunidade do Castelar. Ambos são acusados de serem os mandantes das mortes dos três meninos que desapareceram em Belford Roxo em dezembro de 2020.

A Polícia já realizou buscas em cemitérios clandestinos do tráfico de drogas e em rios da região para tentar localizar os garotos, mas nada foi encontrado até o momento.

Segundo os agentes, o gerente do tráfico Wiler Castro da Silva, o "Estala", é investigado como suspeito dos desaparecimentos. Estala tem 25 anos e está foragido do sistema penitenciário. Ele foi indiciado pela tortura de um homem acusado injustamente do crime e que também morava na comunidade.

O outro traficante procurado pelo envolvimento na morte das crianças é José Carlos dos Prazeres, o "Piranha”, que determinou a tortura e as agressões. Ele está acima de Estala na hierarquia do tráfico da favela.

Furto de gaiola teria motivado homicídios

Segundo a principal linha de investigação da polícia, Lucas Matheus, de 8 anos, Alexandre da Silva, 10 anos, e Fernando Henrique, de 11 anos, teriam sido assassinados após o furto de uma gaiola de um passarinho, que pertenceria a um tio do gerente do tráfico local.