BandNews FM

Queiroga acredita em vacinação de todos os adultos com uma dose em cinco semanas

Ministro da Saúde disse que reduzir intervalo entre vacinas é discussão para mais tarde e já fala em vacinar menores com comorbidades

BandNews FM 28/07/2021 • 06:58
Ministro Queiroga anunciou que vacinação de adolescentes e redução do intervalo de vacinas começa após o término da imunização de 1ª dose dos adultos.
Ministro Queiroga anunciou que vacinação de adolescentes e redução do intervalo de vacinas começa após o término da imunização de 1ª dose dos adultos.
Foto: Fábio Pozzebom/Agência Brasil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta terça-feira (27) que todos os adultos devem estar vacinados com ao menos uma dose dos imunizantes contra a Covid-19 em até cinco semanas. Após uma reunião com representantes do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, Queiroga disse que a redução do intervalo entre as doses de vacinas deve ser avaliada apenas em setembro.

Nesta segunda (26), a Secretária Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, Rosana Leite, confirmou que o avanço da variante delta preocupa o Ministério da Saúde e a redução do intervalo entre aplicações das doses da Pfizer é estudada pela pasta. Atualmente, a recomendação é de um espaçamento de três meses entre as aplicações, mas a bula do imunizante prevê apenas 21 dias de intervalo.

Segundo o ministro Marcelo Queiroga, a discussão sobre a redução do intervalo entre as doses ocorre após o fim da primeira etapa de imunização da população. “Depois que atingirmos a população acima de 18 anos toda vacinada com a primeira dose da vacina. A estratégia de redução do intervalo de doses do imunizante que tem evidência científica para essa redução, que é a vacina Pfizer, aprovada na Anvisa será analisada", afirmou o chefe do Ministério da Saúde.

Em nota conjunta com o CONASS e o CONASEMS, o Ministério destacou ainda que a vacinação de adolescentes entre 12 e 17 anos com comorbidades serão colocados como prioridade após a imunização com uma dose dos maiores de 18 anos. No Brasil, apenas a vacina da Pfizer tem autorização para ser aplicada nesta faixa etária.

VACINAÇÃO BRASIL

O Brasil atingiu 18,28% da população plenamente vacinada contra a Covid-19 nesta terça-feira (27). São 38,7 milhões de brasileiros vacinados com as duas doses ou com a dose única da Janssen.

Os dados compilados pelo consórcio de veículos de imprensa apontam ainda que 97,3 milhões de pessoas receberam ao menos uma dose desde o início da campanha de imunização. Ou seja, 45,96% da população está parcialmente vacinada.

  • Vacina
  • Covid-19
  • Saúde
  • Brasil