BandNews FM

RJ, SP, BA, BH e Vitória retomam aulas presenciais nesta segunda

Máscaras ainda são obrigatórias, mas distanciamento entre carteiras começa a ser flexibilizado

BandNews FM 18/10/2021 • 08:39
RJ, SP, BA, BH e Vitória retomam aulas presenciais nesta segunda (18).
RJ, SP, BA, BH e Vitória retomam aulas presenciais nesta segunda (18).
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

As capitais mineira e baiana retomam às aulas presenciais com 100% de ocupação nesta segunda-feira (18). O retorno das atividades presenciais também ocorre em Vitória, em São Paulo e no Rio de Janeiro, mas com diferentes normas. O uso de máscaras continua obrigatório.

A retomada das aulas é defendida para diminuir os impactos psicológicos em crianças e adolescentes. As autoridades de saúde também defendem que a vacinação dá mais segurança para o retorno presencial.

As regras para o retorno variam de estado para estado. Confira:

RIO DE JANEIRO

Parte dos alunos da rede municipal de ensino da capital fluminense pode voltar às salas de aula nesta segunda-feira (18), sem rodízio nas turmas e sem distanciamento social. O uso de máscara ainda é obrigatório. A medida foi anunciada pela Prefeitura do Rio no dia 7 de outubro, e, inicialmente, vale para estudantes da pré-escola; do 1º, 2º, 5º e 9º anos do ensino fundamental; e do Programa Carioca 2, de aceleração de ensino. Os alunos das demais séries voltam de forma presencial na segunda-feira da semana que vem (25). No entanto, os estudantes que não se sentirem seguros para frequentar as escolas, podem continuar assistindo as aulas online. As escolas municipais ficaram cerca de um ano sem a presença dos estudantes, que foram retornando às salas de aula gradativamente.

SÃO PAULO

As aulas presenciais voltam a ser obrigatórias para 100% dos alunos da rede estadual e privada no estado de São Paulo a partir desta segunda-feira (18). No entanto, nem todos os alunos devem voltar ao mesmo tempo neste momento. A Secretaria Estadual de Educação determinou que até o dia 3 de novembro, o distanciamento mínimo entre carteiras deve ser de um metro, só então a ocupação máxima será permitida. Apenas aqueles que apresentarem atestado médico, além de grávidas e puérperas, têm permissão para continuar em casa. Na rede municipal, cabe aos conselhos locais decidir pelo retorno. Na capital paulista, a data anunciada para o fim do rodízio entre os alunos é a próxima segunda-feira (25). A presença, no entanto, continuará sendo facultativa na rede municipal.

BELO HORIZONTE

As escolas das redes particular e pública de Belo Horizonte podem receber, a partir desta segunda-feira, 100% dos alunos de forma presencial. A ampliação foi anunciada pela prefeitura há duas semanas, graças à melhora dos índices epidemiológicos na cidade. Apesar da autorização de retorno para as turmas completas, sem rodízio, a presença não é obrigatória, e as famílias podem optar por continuar no regime à distância. BH vacinou 82,3% das pessoas que poderiam se vacinar - ou seja, com mais de 12 anos - com ao menos uma dose do imunizante.

BAHIA

A retomada das aulas 100% presenciais na rede estadual de ensino da Bahia. Por outro lado, a entidade sindical que representa os professores, afirma que não foi consultada e não concorda com a convocação do Governo do Estado. De acordo com a Secretaria Estadual de Educação, os protocolos sanitários foram ajustados para garantir que a taxa de infecção pelo coronavírus não aumente com a interação dos estudantes nas escolas. As aulas na Bahia foram suspensas em março de 2020, por causa da pandemia. O modelo semipresencial foi implantado em 26 de julho, para o ensino médio, e em 9 de agosto para o fundamental.

VITÓRIA

As aulas presenciais sem rodízio retornam em Vitória nesta segunda-feira (18) para todos os níveis de ensino. A presença dos estudantes nas escolas já estava liberada, no entanto, o formato híbrido, com rodízio de alunos, estava sendo adotado como medida de prevenção à Covid-19. São cerca de 26 mil estudantes do Ensino Fundamental e 13 mil crianças matriculadas na Educação Infantil que voltarão às salas de aula sem o revezamento. Além da rede pública, as escolas particulares também podem seguir a medida.  Segundo a Prefeitura, a adesão ao formato totalmente presencial não será obrigatória, ficando a cargo da família enviar ou não o estudante para a escola.