BandNews FM

Rui Costa é citado em delação que apura fraude em compras de respiradores

Rui Costa nega acusações e disse que foi ele, como governador, que determinou a investigação

Rádio BandNews FM

Ministro da Casa Civil, Rui Costa
Ministro da Casa Civil, Rui Costa
Marcelo Camargo/Agência Brasil

Uma investigação da Polícia Federal encontra indícios que ligam o ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa, a irregularidades em contratos de R$ 48 milhões para a compra de respiradores durante a pandemia na Bahia.

Á época, Rui Costa era governador do Estado e foi citado em delação premiada de uma empresária responsável pelo negócio, que devolveu R$ 10 milhões aos cofres públicos.

Ela, inclusive, apresentou extratos bancários e transferências a intermediários da venda.

Os respiradores nunca foram entregues e os valores – pagos adiantados – não foram totalmente recuperados.

Rui Costa nega as acusações e foi ele, como governador, que determinou a investigação sobre o caso.

O chefe da Casa Civil afirma nunca ter tratado “com nenhum preposto ou intermediário sobre a questão das compras dos respiradores e de qualquer outro equipamento de saúde”.

O pagamento adiantado – de acordo com ele – era a condição do mercado “vigente” para as aquisições no início da pandemia.

Rui Costa também foi citado por um ex-secretário do governo baiano, que disse ter fechado o negócio por ordem dele.

O inquérito está em fase final na PF e corre na Justiça Federal da Bahia.

O ministro governou o estado entre 2015 e 2022.

Tópicos relacionados