BandNews FM

SP: Obra atrapalha o sono de moradores de Perdizes, na zona oeste de São Paulo.

Os moradores do local já ficaram sem internet duas vezes, pois os equipamentos da obra perfuraram a fiação do local.

Central de Ouvintes Ricardo Boechat 15/10/2021 • 15:00 - Atualizado em 16/10/2021 • 10:15
SP: Duas obras atrapalham o sono de moradores de Perdizes, na zona oeste de São Paulo.
SP: Duas obras atrapalham o sono de moradores de Perdizes, na zona oeste de São Paulo.
Foto: Edna Valle

Obra atrapalha o sono de moradores de Perdizes, na zona oeste de São Paulo.

Os vizinhos do prédio na Rua Aimberê, no número 2107, afirmam que a construtora Rocontec é responsável pela construção de um edifício, desde o início do ano.

A mediadora Edna Valle conta que muitas atividades são realizadas à meia noite e o barulho dura até as CINCO horas da manhã.

“Eles não respeitam horários, ninguém consegue dormir, mesmo aos finais de semana. Ao lado do meu prédio, quando houve a demolição das casas, eles começavam às seis e quinze com a Bobcat, que é aquela britadeira que quebra as paredes.”

Além disso, os moradores do local já ficaram sem internet duas vezes, pois os equipamentos da obra perfuraram a fiação do local.

Margareth Belloni é arquiteta e mora em um dos prédios ao lado do empreendimento.

Quando foi pedir silêncio para conseguir dormir, foi insultada pelos trabalhadores no local.

“Todas as vezes que fui questionar a entrega de material, eu era debochada pelos peões. Me chamavam de louca, histérica, nervosa, eu ouvi de tudo. Era todo dia descendo e pedindo silêncio. Eu não sei mais o que é dormir desde que eles começaram a trabalhar. ”  

A Rocontec afirma que as atividades são realizadas apenas entre 7h e 17h. Eventualmente, as equipes recebem materiais de construção das 21h às 5h, porque é uma zona de restrição os caminhões.

Apesar disso, Edna e Margareth possuem fotos e vídeos que confirmam que as empresas estão trabalhando na região e em horários proibidos pela prefeitura.

Margareth percorreu a Rua Aimberê, em Perdizes, para mostrar o problema.

“São duas da manhã e eles estão trabalhando. A obra está toda acesa, tudo ligado, este é outro incomodo, a luz ligada neste horário. ”

A Rocontec disse, em nota, que o único barulho que ocorre é o trânsito esporádico desses caminhões. Quanto à fiação, ocorreu algumas vezes o rompimento, porém foram caminhões que não tinham nenhuma relação com a obra.

A Secretaria Municipal das Subprefeituras informa que o município está em fase de transição da adequação do PSIU para fiscalizar ruídos em obras.

O decreto de 27 de setembro de 2021, estipula que as ações de fiscalização e atuação serão iniciadas após 90 dias, a partir da data de publicação.

A medida se dá para que as construtoras se adaptem às novas regras quanto aos parâmetros permitidos em relação aos ruídos.

A pasta afirma também que denúncias por barulho podem ser comunicadas para a polícia através do 190.