BandNews FM

SP: Moradores de Osasco reclamam de falta de sinalização em obra do Calçadão

Piso desnivelado, entulhos e produtos expostos no chão pelos vendedores ambulantes transformam o local em um verdadeiro "campo minado"

Central de Ouvintes Ricardo Boechat 29/11/2021 • 08:11
Prefeitura de Osasco pretende modernizar o segundo maior comércio de rua do país
Prefeitura de Osasco pretende modernizar o segundo maior comércio de rua do país
Foto: Rádio BandNews FM

A falta de sinalização nas obras do calçadão de Osasco, na região Metropolitana, tem causado transtornos para os pedestres.

A equipe da “Central de Ouvintes” conversou com frequentadores do espaço, que aguardam as melhorias de infraestrutura do espaço, mas cobram medidas da Prefeitura.

 Quem passa pelo calçadão da rua Antônio Agú, em Osasco, enfrenta alguns desafios!

Piso desnivelado, entulhos, produtos expostos no chão pelos vendedores ambulantes....um verdadeiro “campo minado”.

Imagens obtidas pela Rádio BandNews FM mostram que a falta de sinalização das reformas ameaça os pedestres.

O técnico em edificações Ulisses Romão conta que se preocupa com a segurança, porque não há indicações adequadas para indicar os obstáculos.

Com essa obra do Calçadão de Osasco, a Prefeitura pretende modernizar o segundo maior comércio de rua do país, atrás apenas da Rua 25 de Março, na capital paulista, com uma cobertura que servirá de proteção contra a chuva e o sol e com a ampliação do sistema de drenagem da região.

Entretanto, o andamento de um projeto desta magnitude em um local de grande circulação traz riscos de acidentes para a população, caso não seja feito de forma adequada.

O autônomo Gabriel Gadelha que faz uso de muletas, por conta de um acidente que sofreu, reclama das dificuldades de passar pelo local.

A jornaleira Cleodenice Cândido acredita que, mesmo com placas indicando os buracos, as pessoas continuariam sem prestar atenção às áreas de risco.

Ainda assim, ela acredita que essa é apenas uma fase e que o comércio local será favorecido, após a conclusão da obra.

Além da cobertura e do sistema de drenagem, o poder público instalará câmeras, que serão monitoradas pelo Centro de Operações Integradas, disponibilizará Wi-Fi gratuito para os pedestres e bebedouros.

Com essas ações espera-se trazer mais segurança para os comerciantes e para os consumidores, principalmente no período noturno.

Outro que está animado com as reformas é o lojista Hélio Pena, que trabalha na região central há mais de 30 anos.

Para ele, os transtornos da obra valem a pena!

Questionada sobre a ausência de sinalização no local, a Prefeitura de Osasco se limitou a responder que a obra ocorre em todo calçadão, por isso não há placas, tapumes ou fita de isolamento.

A empresa Vigent Construções, responsável pela execução dos serviços, assegurou que a parte do piso, que gera mais transtornos para os pedestres, foi finalizada na última sexta-feira (26).

Além disso, a companhia garantiu que trabalha para que o prazo de entrega seja respeitado, e os comerciantes locais e a população possam trafegar de forma segura pelo centro.

 A previsão de término do calçadão é até o fim do ano.