BandNews FM

SP: Moradores estão preocupados com acúmulo de lixo nos arredores da Ceagesp

Em uma das vias mais movimentadas da zona oeste, é possível se deparar com barracas improvisadas com papelão, sacos plásticos e restos de madeira, além de muito lixo

Central de Ouvintes Ricardo Boechat 30/11/2021 • 10:01 - Atualizado em 30/11/2021 • 10:09
Muita gente vai ao Ceagesp em busca de alimentos e oportunidades de trabalho
Muita gente vai ao Ceagesp em busca de alimentos e oportunidades de trabalho
Foto: Rádio BandNews FM

Moradores da Vila Leopoldina, na zona oeste, reclamam da falta de segurança no bairro e acúmulo de lixo na avenida Doutor Gastão Vidigal.

De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública, os casos de roubos e furtos cresceram cerca de 10% neste ano entre janeiro e outubro, se comparado ao mesmo período de 2020.

O canteiro central da Avenida Doutor Gastão Vidigal está praticamente tomado por moradores em situação de rua.

Por quase toda a extensão da via, uma das mais movimentadas da zona oeste, é possível se deparar com barracas improvisadas com papelão, sacos plásticos e restos de madeira, além de muito lixo.

Mário Filho afirma que não se sente seguro em andar pelo local.

“Infelizmente hoje temos uma situação degradante na avenida, moradores de rua morando de forma insalubre, ao relento, e como não possuem banheiro acabam fazendo as necessidades por lá mesmo, é muito triste. Já não se anda mais a pé ou de bicicleta por ali devido aos pequenos furtos que acabam acontecendo lá. Por inúmeras vezes os vizinhos da região acionaram a prefeitura mas nada fazem”.

Os comerciantes também cobram mais investimentos para reverter o atual cenário.

A ouvinte Manoela Libera conta que algumas ações foram feiras recentemente, mas que não surtiram o efeito esperado.

“Deixa uma sensação de insegurança muito grande nos moradores do próprio bairro. É uma avenida com muitas concessionárias, os donos vivem em uma situação extremamente preocupante que afasta os clientes.”

O entreposto comercial da Ceagesp, por onde circulam 12 mil veículos e 50 mil pessoas por dia, é apontado pelos moradores como um dos fatores que têm impulsionado o crescimento da população de rua no bairro.

Isso porque muita gente vai à Companhia em busca de alimentos e oportunidades de trabalho.

Entretanto, a designer de interiores Monica Nascimento ressalta que a insegurança na Vila Leopoldina atinge outras vias.

“Está bem complicado, a violência no bairro aumentou também por conta disso, porque as ruas que eram mais tranquilas para dentro da Gastão Vidigal agora tem muito batedor de carteira roubando celular, algo que antes não acontecia. ”

Os casos de roubos e furtos cresceram quase 10% neste ano entre janeiro e outubro, se comparado ao mesmo período de 2020.

Foram 1.616 ocorrências contra 1.478 no ano passado.

Após o contato da Bandnews FM, a Secretaria de Segurança Pública informou que as ações de policiamento serão intensificadas na região.

A Prefeitura de São Paulo também disse que o serviço de limpeza na região já foi feito neste mês e uma nova ação foi realizada na última quarta-feira (24).

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social garantiu que realiza atendimento social às pessoas em situação de rua diariamente na Gastão Vidigal.