BandNews FM

SP: “Nota do Milhão”, sistema de emissão de notas fiscais da Prefeitura de São Paulo, é retomado nesta sexta-feira, após ficar seis dias fora do ar

Até as 10 horas da manhã foram emitidas mais de 2 milhões e 100 mil notas fiscais, enquanto a média diária é de pouco mais de UM milhão

Central de Ouvintes Ricardo Boechat 19/11/2021 • 11:40 - Atualizado em 19/11/2021 • 15:11
Sistema de emissão de notas fiscais da Prefeitura de São Paulo, é retomado nesta sexta-feira, após ficar seis dias fora do ar
Sistema de emissão de notas fiscais da Prefeitura de São Paulo, é retomado nesta sexta-feira, após ficar seis dias fora do ar
Foto: Reprodução

O “Nota do Milhão”, sistema de emissão de notas fiscais da Prefeitura de São Paulo, é retomado nesta sexta-feira, após ficar seis dias fora do ar.

Até as 10 horas da manhã foram emitidas mais de 2 milhões e 100 mil notas fiscais, enquanto a média diária é de pouco mais de UM milhão.

O problema ocorreu desde o último sábado, quando foram feitas atualizações.

O motorista autônomo de entregas Gil Cavalcante de Melo finalmente emitiu hoje os documentos que precisava.

“Eu estou acessando normal desde as cinco da manhã.  Já emiti as notas que precisava emitir para os clientes. Fazia uma semana que não conseguia imprimir. Só uma nota que chama nota MEI da prefeitura, é um aplicativo novo que passaram para a gente, este não está funcionando. Você coloca os dados aparece que não está cadastrado. ”

Apesar da retomada dos serviços, algumas pessoas relataram para a “Central de Ouvintes Ricardo Boechat” que ainda enfrentam dificuldades.

O chaveiro Antônio Lima não consegue concluir o processo da “Nota do Milhão”.

“Não está deixando emitir não, eu coloquei o CNPJ do cliente só que quando você vai avançar ele não deixa, inclusive está dando que o CNPJ do cliente está errado, só que não está porque já emiti várias notas com o mesmo CNPJ. ” 

Mesmo com a normalização do acesso, a Prefeitura informa que não haverá penalização por atraso na emissão de notas pelos contribuintes durante o período de instabilidade no sistema.

 Uma portaria, publicada nesta sexta-feira, prevê que os contribuintes que não conseguirem emitir os documentos no período de 3 a 25 de novembro poderão emitir um Recibo Provisório de Serviços, que poderá ser confeccionado ou impresso pelo próprio contribuinte. 

Esses papéis poderão ser convertidos em notas fiscais até o dia 6 de dezembro.