BandNews FM

Transferência de bebê que morreu na fila de espera por leito não foi recomendada

Gael Aguiar da Silva Souza morreu nesta segunda (24) após ser transferido de hospital municipal

Rádio BandNews FM 26/01/2022 • 18:07 - Atualizado em 26/01/2022 • 18:36
Após decisão da Justiça, o bebê foi inserido no sistema de regulação para a transferência
Após decisão da Justiça, o bebê foi inserido no sistema de regulação para a transferência
Foto: Divulgação/Hospital Albert Schweitzer

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio afirma que a transferência do bebê de um ano, que morreu nesta segunda-feira (24) esperando um leito pediátrico, não foi recomendada, por causa do estado delicado do menino. 

Gael Aguiar da Silva Souza estava internado no Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, que não tinha leito pediátrico de emergência com especialidade em hematologia. O menino foi hospitalizado no dia 17 depois de ter testado positivo para Covid-19.

Após decisão da Justiça, o bebê foi inserido no sistema de regulação para a transferência. A família ainda não sabe a causa da morte, porque além do diagnóstico para Covid-19, a criança estava com suspeita de leucemia e hepatite.

Em nota, a direção do hospital lamentou a morte. Segundo a Justiça, uma multa de R$ 2 mil por hora de descumprimento da decisão pode ser cobrada do município e do Estado do Rio. O valor chega a cerca de R$ 100 mil.