BandNews FM

Tribunal Superior Eleitoral não registra ataques graves às urnas eletrônicas

Equipamentos passaram por teste público de segurança

BandNews FM 29/11/2021 • 21:03 - Atualizado em 30/11/2021 • 06:19
Nenhum ataque ao software responsável pelo funcionamento das urnas foi bem sucedido
Nenhum ataque ao software responsável pelo funcionamento das urnas foi bem sucedido
Foto: Fábio Pozzebom/Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral informou nesta segunda-feira (29), que a sexta edição do Teste Público de Segurança do Sistema Eletrônico de Votação, não registrou ataque bem sucedido ao software responsável pelo funcionamento da urna.

Durante seis dias, 26 investigadoras e investigadores inscritos ocuparam as bancadas do Tribunal Superior Eleitoral para colocar em prática ataques aos equipamentos e sistemas desenvolvidos para as Eleições Gerais de 2022.

O objetivo era descobrir possíveis vulnerabilidades na urna eletrônica a tempo de serem corrigidas para o próximo pleito.  

Dos 29 planos de ataques apresentados, apenas cinco pontos vulneráveis foram detectados, mas nenhum que pudesse alterar o funcionamento da urna ou de armanezamento de dados dos eleitores e candidatos.

Previsto inicialmente para terminar na sexta-feira (26), o teste se estendeu a pedido do grupo de investigadores da Polícia Federal.