BandNews FM

TSE rejeita cassação da chapa Bolsonaro-Mourão

Para ministro que deu voto decisivo, não houve disparos em massa durante a campanha

Rádio BandNews FM 28/10/2021 • 10:37 - Atualizado em 28/10/2021 • 17:20
O Tribunal Superior Eleitoral formou maioria, nesta quinta-feira (28), contra a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão
O Tribunal Superior Eleitoral formou maioria, nesta quinta-feira (28), contra a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão
Foto: EBC

Por unanimidade, o Tribunal Superior Eleitoral decidiu pelo arquivamento de duas ações que pediam a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão por abuso de poder político e econômico em razão de disparos em massa de mensagens nas eleições 2018.

O julgamento no TSE começou na última terça-feira (26) e foi finalizado na manhã desta quinta (28).

O voto que formou a maioria foi do ministro Carlos Horbach. Segundo ele, não houve disparos de mensagens. O relator do processo, no entanto, reconheceu a existência dos disparos, mas disse que não existiam provas sobre a influência dos disparos no resultado da eleição.

De acordo com o ministro Alexandre de Moraes, a Justiça é cega, mas não pode ser tola. Moraes pontuou que hoje é possível a absolvição por falta de provas, mas que todos sabem o que ocorreu em 2018.

Também votaram nesta quinta os ministros Edson Fachin e Luis Roberto Barroso, que é presidente do TSE.

Anteriormente, os ministros Mauro Campbell e Sérgio Banhos votaram pelo arquivamento da ação, seguindo o relator Luís Felipe Salomão.

Salomão e Campbell absolveram, mas disseram que o esquema ocorreu. 

Já Banhos destacou que não houve esquema de disparo de mensagens em massa.