BandNews FM

"Vontade de largar no orfanato", diz influenciador sobre filha com paralisia

Igor Viana, de 24 anos de idade, perdeu a guarda da filha e passou a ser investigado pela Polícia Civil por desviar doações feitas para auxiliar no tratamento da criança

BandNews FM

O Conselho Tutelar de Anápolis, cidade que fica a 59 quilômetros de Goiânia, entregou a filha dos influenciadores Igor Viana, de 24 anos, e Ana Santi, de 22 anos, aos avós paternos.  

O pai foi denunciado por maus tratos contra a criança, conhecida nas redes sociais como Soso, que tem paralisia cerebral, após ele ter confessado em áudios que usou o dinheiro de doações enviadas para o tratamento da menina para fins pessoais.  

Na internet, Igor debochou dos seguidores que fizeram as doações e o criticaram por ele ter usado o dinheiro para outras finalidades. O influenciador disse ainda que não é obrigado a usar o dinheiro, especificamente, com a filha, e que tem vontade de deixar a criança em um orfanato. O caso é investigado pela Polícia Civil de Anápolis.

O influenciador Igor Viana compartilhava a rotina de sua filha nas redes sociais. O rapaz fazia uma 'vaquinha' para levantar recursos e ajudá-lo na criação da pequena, mas o homem é suspeito de desviar doações.  

Igor ainda debochou dos cuidados com a menina e diz que sua filha é "chata" e que não imaginava que uma criança com "10% do cérebro funcionando pudesse dar tanto problema".

"Cara, assim: não considero que eu desviei o dinheiro. Até porque as pessoas mandavam para a minha conta. Minha filha não tem Pix. Então, se eles foram trouxas, a culpa não é minha. EU não sou obrigado a usar o inhiro que eles mandam especificamente com a minha filha. Eu também tenho necessidades a serem cumpridas. Também sou ser humano, saca?", disse o influenciador em um dos áudios.

"As pessoas falam: 'Ah, você tem uma filha deficiente, você não é um ser humano, você não transa, você não faz nada'. Quando você perguntou porque eu postava vídeos ironizando, sim, cara, minha filha tem paralisia cerebral. Ela é super chata, cara. Eu não imaginava que uma criança que tem 10% do cérebro funcionando fosse tão chata e pudesse dar tanto problema. A vontade, as vezes, é de largar na porta do orfanato e deixar alguém se virar, alguém tomar conta", completou.